Emiliano Ribeiro (1948-2011)

Emiliano Ribeiro

Emiliano Ribeiro

De acordo com o portal iG, morreu o diretor e produtor de cinema Emiliano Ribeiro, de 63 anos:

De acordo com o serviço reservado do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes), ele foi encontrado morto na manhã de terça-feira [12.07.2011] em seu apartamento, no bairro do Itanhangá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Segundo a PM, a mulher do diretor de cinema, Karla Hansen, de 43 anos, estava desacordada ao lado do marido quando os agentes chegaram ao local. A polícia suspeita de que Emiliano tenha tido um enfarte e a mulher desmaiado após entrar em estado de choque.

Os policiais militares foram acionados pela empregada do casal. Karla chegou a ser levada por bombeiros ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na zona oeste carioca, mas não resistiu e morreu a caminho da unidade.

Leia mais clicando aqui.

[*] Update 17h10min – A partir de informações enviadas ao site, Lucia Roma informa que na verdade não há investigação em curso, pois teria sido constatada a morte de Emiliano Ribeiro como provocada por infarto agudo no miocárdio:

“Sua esposa, Karla Hansen, foi levada pela família (e não pelos bombeiros) para o Hospital Lourenço Jorge, foi atendida e faleceu minutos depois. O óbito dela foi assinado pelo legista do Instituto Médico Legal, onde o corpo foi necropiciado e constatada a morte por miocardiopatia e edema pulmonar, provocada pelo impacto da situação.

A polícia foi acionada pela filha de Emiliano, uma vez que o serviço do SAMU se recusou a ir ao local.

Espero que não hajam mais informações truncadas sobre o caso e que neste momento, a imprensa respeite o luto da família.”

Atenciosamente
Família de Karla Hansen

Do site da Abraci:

Começou a carreira artística como ator aos 11 anos na extinta TV Continental, fazendo também teatro e cinema. Protagonizou a série infantil Guguta e Tião, na TV Tupi, além de participar do teleteatro do grupo Teatro dos Sete (Sérgio Brito, Fernanda Montenegro e outros), Teatrinho Troll.

A partir de 1970, tornou-se assistente de direção de mais de 30 longas-metragens, entre os quais destacam-se Dona Flor e Seus Dois Maridos, de Bruno Barreto; Toda Nudez Será Castigada, de Arnaldo Jabor; A Rainha Diaba, de Antonio Carlos da Fontoura; Se Segura Malandro, de Hugo Carvana; Menino do Rio, de Antônio Calmon.

Em 1979 fundou sua produtora TELA Comunicações, com a qual produziu e dirigiu vários curtas e dois longas-metragens: Trama Familiar (1985) e A Viagem de Volta (1990), ambos premiados e exibidos na TV.

Entre 1994 e 95, foi analista de projetos na Secretaria do Audiovisual/MinC para o uso da Lei do Audiovisual, no Rio de Janeiro, e, posteriormente, em Brasília.

Leia mais clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em julho, 13 2011.

Uma resposta to “Emiliano Ribeiro (1948-2011)”

  1. Muito triste, uma perda para o cinema nacional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: