[Resenhas] Sim Senhor

cm_sim_senhor_cartaz

Em seu texto sobre o filme brasileiro que estreia no circuito neste fim de semana (“A Mulher Invisível”), o crítico de O Globo Rodrigo Fonseca cita Peyton Reed (mais conhecido como diretor de filmes para TV e séries) como um dos diretores em cujas mãos a comédia se reinventa. Não sei se “Sim, senhor”, sua obra mais recente, não tem o mesmo frescor de “Separados pelo Casamento”, seu filme anterior com Vince Vaughn e Jennifer Aniston (e que funciona melhor em DVD do que na tela grande), mas o fato é que “Yes Man” (título original) é bem mais interessante que seu antecessor e, além de fazer rir, faz também pensar.

Parte do acerto vem do elenco. Jim Carrey exagera menos, não cai na caricatura e consegue um grande acerto numa carreira de altos e baixos deste que é um ótimo ator tanto na comédia quanto no drama, embora muitos se lembrem dele mais pela primeira do que pelo segundo. Jim arriscou-se em dose dupla: primeiro resolveu atuar no filme Senhor recebendo uma quantia menor mas com uma participação nos lucros das bilheterias: “Yes Man” arrecadou cerca de 225 milhões de dólares pelo mundo afora. Depois, foi o próprio Carrey protagonizou as cenas em que seu personagem salta de bungee jump.

O diretor Peyton (que também foi o responsável por “Abaixo o Amor”, com Renée Zellweger e Ewan McGregor, e do quase desconhecido “Teenagers – As Apimentadas”, com Kirsten Dunst) consegue que Zooey Deschanel (que há um ano atrás estava no tenebroso “Fim dos Tempos“) um ótimo desempenho. Também estão ótimos o novo galã de Hollywood Bradley Cooper e o divertido Rhys Darby. Vale a menção para John Michael Higgins e, claro, o grande Terence Stamp, em ponta de luxo.

Não sei se você se lembrará de “Sim Senhor” daqui a alguns anos, mas merece a conferida. Pelo menos para entender o experimento de Danny Wallace, um jornalista e produtor britânico em cujo livro o filme foi baseado e que, durante 6 meses, respondeu sim a toda e qualquer questão ou proposta que lhe foi feita, anotando os resultados.

Em tempo: caso você tenha chegado aqui procurando alguma resenha crítica do filme para um trabalho escolar, lembre-se que o nome do autor e, em especial, o estilo de quem escreve fazem a grande diferença (e não enganam o professor, ainda que você mude uma parte ou outra do texto).

Tommy Beresford

cm_sim_senhor_cena

~ por Tommy Beresford em junho, 05 2009.

5 Respostas to “[Resenhas] Sim Senhor”

  1. Não sou fã de Jim Carrey, acho ele muito careteiro. Mas, este filme, é uma ótima diversão, apesar do. Parte do sucesso, creio, foi o excelente roteiro, baseado na obra literária que originou o filme. Dá para fazer uma reflexão sobre o valor do “sim” e do “não” em nossas vidas.

  2. eu sim assisti muito bom ,sempre é bom, parabens JIM CARREY seus fimes sempre serao bem vindos para mim,espero que esteja lendo isto RSRSRSRSRSRS

  3. eu ja assisti tanto esse filme que ja enjoei ¬¬
    mais da primeira vez q vi, o filme é mt bom, ameei *-*
    amo os filmes com o jim carrey, ele é um ooootimo ator!
    parabéns!

  4. Escolhi esse filma para resenhar, já me ajudou bastante,,…sem falar que é um comédia muito boa e agradável….

  5. Adorei o filme, realmente eles acertaram em cheio no elenco! Também fiz um post no meu blog sobre http://aboutbooksandmore.blogspot.com.br/2017/02/opiniao-sim-senhor.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: