Dia do Cinema Brasileiro: 19 de junho

•junho, 14 2021 • Deixe um comentário

Muita gente não sabe, mas 19 de junho é Dia do Cinema Brasileiro. Foi neste dia que aconteceu a primeira filmagem feita no Brasil: a da baía da Guanabara, registrada em 19 de junho de 1898 por Afonso Segreto, considerado o primeiro cineasta do país.

No site do Itaú Cultural:

Em 19 de junho de 1898, a bordo do navio Brésil que vinha de Bordeaux, França, com destino ao Rio de Janeiro, estava o italiano Afonso Segreto. Na Europa, ele havia feito um curso de operação de cinematógrafos e, na travessia até o Brasil, trazia um dos tais aparelhos. Antes de desembarcar, Segreto registrou sua chegada. As imagens da Baía de Guanabara que o italiano gravou naquele dia seriam as primeiras gravadas em território nacional, marcando o início do cinema no país. Uma referência, o feito de Segreto transformou o dia 19 de junho na data em que se comemora o Dia do Cinema Brasileiro.

Desde 1898, o cinema brasileiro cresceu intensamente e marcou a história da produção cultural brasileira com filmes de ficção e não ficção, documentários, longas e curtas-metragens dos mais diferentes gêneros.

Leia mais clicando aqui.

Uma matéria d’O Repórter Brasil em junho de 2019 sobre a data:

Ned Beatty (1937-2021)

•junho, 13 2021 • Deixe um comentário

Ned Beatty

O ator Ned Beatty, a voz de Lotso em “Toy Story 3” e ator de filmes como “Rede de Intrigas” e “Amargo Pesadelo”, faleceu em 13.06.2021, segundo o portal G1:

Ned Beatty, o ator indestrutível cujo primeiro papel no cinema como um veranista genial estuprado por um caipira em “Amargo Pesadelo” de 1972, o lançou em uma carreira longa e bem-sucedida, morreu neste domingo (13) com 83 anos.

A empresária de Beatty, Deborah Miller, disse que Beatty morreu no domingo de causas naturais em Los Angeles (EUA), cercado por amigos e entes queridos.

Depois de anos no teatro regional, Beatty foi escalado para “Amargo Pesadelo” como Bobby Trippe, o membro despreocupado de um grupo de homens que navegava em um rio aterrorizado por bandidos do interior.

A cena em que Trippe é brutalizado se tornou a mais memorável do filme e estabeleceu Beatty como um ator cujo nome os cinéfilos podem não ter conhecido, mas cujo rosto eles sempre reconheceram.

“Para pessoas como eu, há muito ‘Eu te conheço! Eu conheço você! Em que eu vi você? ’”, Beatty comentou sem rancor em 1992.

Beatty recebeu apenas uma indicação ao Oscar, como ator coadjuvante por seu papel como executivo corporativo Arthur Jensen em “Rede de Intrigas” de 1976, mas ele contribuiu para alguns dos filmes mais populares de seu tempo e trabalhou constantemente, seus créditos incluindo mais de 150 filmes e programas de TV.

A aparição de Beatty em “Rede de Intrigas”, com roteiro de Paddy Chayefsky e dirigido por Sidney Lumet, foi breve, mas titânica. Seu monólogo de três minutos está entre os maiores do cinema. Jensen convoca o âncora Howard Beale (Peter Finch) a uma longa e mal iluminada sala de reuniões para um encontro com Jesus sobre os poderes elementais da mídia.

(…) Suas participações cinematográficas mais recentes incluem “Toy Story 3” em 2010 e dois lançamentos em 2013: “The Big Ask” (sem versão em português) e “Voando Para o Amor”. Logo depois, ele se aposentou.

Leia mais clicando aqui.

Relembrando Lotso em “Toy Story 3”:

Lotso (dublado originalmente por Ned Beatty, e por Pádua Moreira no Brasil) é um urso de pelúcia rosa de detalhes brancos com um nariz de veludo roxo, que usa um martelo de madeira de brinquedo como uma espécie de bengala. Possui um aroma doce de morango silvestre e um sotaque do sul. É o líder dos brinquedos de Sunnyside e o principal antagonista do terceiro filme. É visto pela primeira vez acolhendo os brinquedos de Andy em Sunnyside, sempre passeando pela creche em um caminhão grande amarelo. Inicialmente se mostra como um guardião bondoso e sensato, porém, na verdade, é um guardião implacável e cruel, apesar de que seu passado faça dele um vilão trágico.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
[Resenhas] Toy Story 3

Ficha do ator no IMDB:
https://www.imdb.com/name/nm0000885/

Domingos Fraga: Falecimento

•junho, 13 2021 • Deixe um comentário

De acordo com o portal G1, Domingos Fraga, um dos diretores do jornalismo da Record, morreu aos 62 anos em 12.06.2021, vítima da Covid-19:

Nascido no Rio de Janeiro, Fraga era formado em Comunicação e Direito e começou sua trajetória no jornalismo como repórter policial.

Domingos Fraga

Durante a carreira, também cobriu assuntos de economia e comandou as revistas Quem e IstoÉ. Além disso, foi professor de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo.

Nos últimos 15 anos trabalhou no Grupo Record. Foi editor-chefe do Jornal da Record e diretor de redação do R7. Também foi diretor de redação da Record Brasília, onde permaneceu até 2020. Retornou à capital paulista no ano passado e tornou-se Diretor de Jornalismo da Record TV.

Domingos Fraga deixou esposa, quatro filhos e uma neta.

A notícia foi encontrada aqui.

Íntegra da nota da Record:

Com profundo pesar, a Record TV recebe a notícia do falecimento do jornalista Domingos Fraga, diretor de jornalismo da emissora, na manhã deste sábado, 12 de junho de 2021.

Carioca, mas paulista de coração, Fraga tinha 62 anos e sempre foi um apaixonado pelo jornalismo, profissão a que se dedicou por quase quatro décadas. Em sua trajetória profissional, deixou marcas pelas mais importantes redações do país, como IstoÉ e Quem. Também foi professor na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo.

No Grupo Record, atuou nas redações da Record News, R7 e Record TV. Dentre os cargos que ocupou, foi editor-chefe do Jornal da Record e diretor de redação do R7. Também foi diretor de redação da Record Brasília, onde permaneceu até 2020. Retornou à capital paulista no ano passado e tornou-se Diretor de Jornalismo da Record TV.

Nossa solidariedade e os mais sinceros sentimentos à família e aos amigos do nosso querido Domingos Fraga.

JMGO O1: Projeção de cinema Full HD

•junho, 12 2021 • Deixe um comentário

O site TechTudo traz uma matéria em 12.06.2021 falando sobre o JMGO O1, um projetor com capacidade de exibir imagens de até 110 polegadas a apenas 22 cm da parede:

De acordo com a fabricante do produto, a ideia é economizar espaço e eliminar sombras na projeção. Tanto a versão “original” quanto a opção Pro vêm com resolução Full HD e trazem sistema de som Dynaudio, que garante áudio imersivo com qualidade de cinema. Ambos estão à venda no site de financiamento coletivo Indiegogo.

O JMGO O1, mais simples, tem preço a partir de 5.423 dólares de Hong Kong (cerca de R$ 3.520, em conversão direta), enquanto o O1 Pro, que traz autocorreção de imagem e outras melhorias, custa 6.975 dólares de Hong Kong (aproximadamente R$ 4.520) no pacote mais barato. O frete para o Brasil, no entanto, eleva os custos: são 10 mil dólares locais a mais para entregar aqui, o que converte para R$ 6.530, aproximadamente.

As duas versões têm várias características similares. Para começar, ambas trazem resolução nativa Full HD, mas suportam 4K. Isso quer dizer que eles conseguem reproduzir imagens de fontes Ultra HD, embora tenham que se reajustar ao tamanho de 1920 x 1080 pixels. Outros aspectos em comum são a presença do sistema operacional Luna OS, além de Alexa integrada, permitindo que o projetor seja usado para acender as luzes da casa ou até mesmo pesquisar filmes usando comando de voz.

Leia mais clicando aqui.

Os Caçadores da Arca Perdida: 40 anos

•junho, 11 2021 • Deixe um comentário

A coluna de Roberto Sadovski no UOL em 11.06.2021 fala sobre os 40 anos de “Os Caçadores da Arca Perdida”:

Quando “Os Caçadores da Arca Perdida” chegou aos cinemas americanos em 12 de junho de 1981, ninguém tinha altas expectativas sobre o filme. A aventura que prometia dominar as bilheterias era “Superman II”, e um filme sobre um arqueólogo em um mundo pré Segunda Guerra Mundial não parecia assim tão atraente. Quatro décadas depois, a aventura criada por George Lucas e dirigida por Steven Spielberg mantem-se não só como o filme definitivo do gênero, mas também uma das melhores produções da história do cinema. Como Indiana Jones, Harrison Ford deu corpo e personalidade a uma das maiores criações da cultura pop de todos os tempos.

Leia o artigo completo clicando aqui.

Cining: Lançamento em 17.06.2021

•junho, 10 2021 • Deixe um comentário

O site CanalTech dala sobre o lançamento do Cining no Brasil:

Imagine poder ir ao cinema, mas sem ter que sair de casa (e isso não é metáfora para apresentar mais um serviço de streaming comum). A Paris Filmes está a frente do lançamento do Cining no Brasil, uma plataforma que permite aos cinemas criar e gerenciar sessões virtuais. Então, sim, você literalmente poderá ir ao cinema para ver o lançamento mais recente, mas sem precisar sair do conforto do seu lar.

Segundo informações oficiais fornecidas pela Paris Filmes, o “Cining é uma solução que permite que cadeias de cinema tenham sua própria sala de exibição online”, o que é bastante interessante enquanto ainda vivemos tempos de pandemia. Fora a amostra do apocalipse, a proposta pode soar estranha para quem tem muitas salas disponíveis na cidade onde mora, mas vale lembrar que essa proposta pode beneficiar habitantes de lugares em que não há opções.

Leia mais clicando aqui.

Bilheteria Brasil – 06.06.2021

•junho, 09 2021 • Deixe um comentário

Na primeira lista, os números (em reais) das bilheterias do cinema no Brasil no final de semana de 03 a 06.06.2021:

Na lista abaixo, a bilheteria brasileira de 2021 acumulada (em milhares de reais) até 06.06.2021:

Fonte:
http://www.filmeb.com.br/

Roxy, Copacabana: O fim de uma era

•junho, 08 2021 • Deixe um comentário

A notícia já tinha de certa forma sido “adiantada” em 01.06.2021…

Roxy, Copacabana: Será o fim?

Agora, o fechamento do Roxy, tradicional cinema de Copacabana, zona sul do Rio, é definitivo…

Certamente um marco cinematográfico da história do Rio de Janeiro, o Cine Roxy, em Copacabana, na Zona Sul da capital fluminense, é mais uma das vítimas da crise econômica ocasionada pela pandemia de Covid-19 e encerrará definitivamente suas atividades. A informação é do jornalista Ancelmo Gois, do ”O Globo”.

Após meses fechado devido à pandemia, o cinema voltou a funcionar em outubro de 2020, mas optou por paralisar as atividades novamente em dezembro, informando que só retornaria após grande parte da população estar vacinada contra o Coronavírus. Essa ideia, porém, ao que tudo indica, não mais acontecerá. O imóvel em estilo Art Déco tem cerca de 2,5 mil metros quadrados e já está sendo ofertado para venda por aproximadamente R$ 30 milhões.

Leia mais clicando aqui.

Leia também:
Adeus, Roxy: joia art déco, cinema de Copacabana fecha para sempre
Sessões vazias em cinemas do Brasil mostram que só vacinação em massa salvará o setor

Na íntegra, a nota oficial do IRPH sobre o tombamento do imóvel ocupado pelo Cine Roxy:

”O Instituto Rio Patrimônio da Humanidade informa que o imóvel situado na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, nº 945 A, onde fica o Cinema Roxy, foi tombado pelo município pelo decreto Nº 22.773, de 03 de abril de 2003. O tombamento levou em conta o fato de o antigo cinema representar um marco referencial na cultura cinematográfica da cidade e a importância arquitetônica original, marco da arquitetura e engenharia modernas na cidade do Rio de Janeiro.

Estão incluídos no tombamento, de acordo com o decreto, todos os pilares da entrada, voltados para a Avenida Nossa Senhora de Copacabana e Rua Bolívar; o letreiro externo sobre a entrada; a galeria de entrada com as esquadrias, pisos, escadaria, corrimãos, luminárias originais e seus materiais de revestimento; o jirau da entrada com sua forma, seus corrimãos, luminárias originais e revestimentos; e a cúpula de concreto que encima as salas de projeção. Estes elementos arquitetônicos não podem sofrer modificações porque são tombados.

Lembramos ainda que o tombamento é do imóvel e de seus elementos arquitetônicos, não de seu uso. Todavia, quaisquer obras ou intervenções no local têm que ser previamente orientadas e analisadas pelo IRPH e submetidas à aprovação do Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro.”

Veja também, com fotos para não esquecer:
[Cinemas Antigos] Roxy (Copacabana, RJ)
[Cinemas Antigos] Cinemas de Copacabana, RJ

Um dos últimos registros do Roxy em vídeo, abrindo um vídeo de música vocal lançado em 04.06.2021, poucos dias antes da notícia, um arranjo desenvolvido e gravado durante a pandemia pelo grupo vocal Pé na Rua, do Rio de Janeiro…

Veja a Música e Ouça o Filme: Online a partir de 08.06.2021

•junho, 08 2021 • Deixe um comentário

Inscrições:
https://www.sympla.com.br/veja-a-musica-e-ouca-o-filme__1234613

Indiana Jones 2021: Primeira foto das gravações

•junho, 08 2021 • Deixe um comentário

Fonte: Twitter.

Veneza: Ludmilla na trilha sonora do filme de Miguel Falabella

•junho, 07 2021 • Deixe um comentário

A cantora Ludmilla aceitou o convite de Miguel Falabella para cantar em espanhol pela primeira vez na música “Pecado”. A regravação do clássico bolero de Andres Carlos Bahr, Enrique Francini e Armando Francisco Punturero foi produzida especialmente para a trilha sonora do filme Veneza, que chega aos cinemas no dia 17 de junho. Dira Paes e Eduardo Moscovis, protagonistas do filme, assumem a direção do videoclipe, gravado antes da pandemia, que mescla cenas da produção com as da cantora no estúdio.

Camilla Amado (1938-2021)

•junho, 06 2021 • Deixe um comentário

Camilla Amado

De acordo com o Globo Online, morreu em 06.06.2021, aos 82 anos de idade, a atriz Camilla Amado:

A informação foi confirmada por sua assessoria de imprensa. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Camilla nasceu no Rio de Janeiro e começou a atuar em 1969, na novela “Um Gosto Amargo de Festa”, da TV Tupi. Seu último trabalho na TV foi em “Éramos Seis”, em agosto de 2019.

Leia mais clicando aqui. Mais informações em breve.

Paulo Thiago (1945-2021)

•junho, 05 2021 • Deixe um comentário

Paulo Thiago

De acordo com o portal G1, o cineasta Paulo Thiago morreu, aos 75 anos, na madrugada de 05.06.2021, no Rio, após uma parada cardíaca em consequência de uma doença hematológica, que compromete a produção dos componentes do sangue. O cineasta estava Internado no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio, desde o dia 7 de maio:

Paulo Thiago foi um produtor e diretor fundamental na cinematografia brasileira e deixa mulher e dois filhos, com os quais compartilhou sua paixão pelo cinema. A esposa Gláucia Camargos é produtora, o filho Pedro Antonio também é cineasta e Paulo Francisco é músico.

O corpo de Paulo Thiago será velado neste sábado em uma cerimônia restrita aos familiares.

Paulo Thiago Ferreira Paes de Oliveira nasceu em Aimorés (MG), em 8 de outubro de 1945, e se mudou para o Rio de Janeiro aos cinco anos. Ele cursou economia e sociologia política na PUC, mas a paixão pelo cinema e a literatura o levou para essas áreas.

Ele se encantou com o cinema nas sessões da Cinemateca do Museu de Arte Moderna e do Cine Paissandu, que formou gerações de cineastas.

Atualmente, Paulo Thiago se preparava para rodar Rabo de Foguete, da obra de Ferreira Gullar, e um documentário sobre o MPB4.

Paulo Thiago dirigiu longas importantes como “Vagas para moças de fino trato” (1993), “Policarpo Quaresma, herói do Brasil” (1997), “Orquestra dos meninos” (2008), “Jorge, um brasileiro” (1989) e Sagarana, o Duelo (1974).

Leia mais clicando aqui.

Paulo Thiago

Madres Paralelas: Novo filme de Pedro Almodóvar

•junho, 04 2021 • Deixe um comentário

Circuito de Cinema Infantil 2021: De 14 a 19.06.2021

•junho, 03 2021 • Deixe um comentário

No Circuito de Cinema Infantil 2021 acontece de 14 a 19 de junho com filmes, oficinas e debates, on-line, pelo canal do YouTube da Mostra, e gratuito, para educadores(as) e interessados em cinema e educação. Serão 5 dias de conversas sobre Pandemia, escola e outros agentes da educação, beleza dos povos indígenas, descolonização do olhar, diversas infâncias representadas nas telas a partir do projeto Território do Brincar e séries de animação atuais que ajudam a transformar o mundo em um lugar melhor para todos.

Inscrições e maiores informações:
https://www.mostradecinemainfantil.com.br/circuito/

Mostra de Cinema Árabe Feminino 2021: Online e gratuito

•junho, 02 2021 • Deixe um comentário

A II Mostra de Cinema Árabe Feminino traz vários filmes inéditos no Brasil na programação em junho de 2021:

Domingo, 6 de junho, é dia de debate na 2ª Mostra de Cinema Árabe Feminino. Às 16h, Nadine Salib, diretora do longa “Mãe Daquele Não Nascido”, conversará sobre o seu filme com a convidada Alia Ayman, uma das curadoras do festival. Além do evento, a programação de 2 a 9 de junho traz ainda sete filmes, sendo quatro inéditos no Brasil, dirigidos por mulheres árabes. O festival é totalmente online e gratuito.

Os filmes estão disponíveis no site
www.cinemaarabefeminino.com

Alguns dos filmes:

KHARTOUM OFFSIDE | IMPEDIMENTO EM CARTUM, Marwa Zein
Sudão, Noruega, Dinamarca, França, 76’ – Classificação indicativa: Livre

MOTHER OF THE UNBORN | MÃE DAQUELE NÃO NASCIDO, Nadine Salib – INÉDITO
Egito, 2014, 84’ – Classificação indicativa: 12 anos

DROUGHT | NA SECA, Remi Itani – INÉDITO
Líbano, Inglaterra, 2020, 15’ – Classificação indicativa: 14 anos

SHAHMARAN, Elodie Baldwin – INÉDITO
Escócia, Reino Unido, 2020, 8’ – Classificação indicativa: 14 anos

THE ADAM BASMA PROJECT | O PROJETO ADAM BASMA, Leila Basma – INÉDITO
Líbano, República Tcheca, 2020, 15’ – Classificação indicativa: 10 anos

WHO IS AFRAID OF IDEOLOGY? PARTI & II | QUEM TEM MEDO DE IDEOLOGIA? PARTE I E PARTE II, Marwa Arsanios
Líbano, Curdistão, Síria, 2017-2019, Parte I: 18’- Parte II: 39’ – Classificação indicativa: Livre

WILD RELATIVES | PARENTES SELVAGENS, Jumana Manna
Líbano, Noruega,Alemanha, 2018, 66’ – Classificação indicativa: Livre

Roxy, Copacabana: Será o fim?

•junho, 01 2021 • Deixe um comentário

Nota que saiu na coluna de Ancelmo Gois em O Globo em 31.05.2021:

O Cinema Roxy, templo da sétima arte em Copacabana fundado em 1938, continua fechado. Reabriu em outubro por pouco tempo, mas terminou paralisando seus serviços em dezembro. Na época, a direção da sala prometeu reabrir depois da vacina – o que ainda não ocorreu até agora.

Agora, ganharam força os rumores de um fechamento definitivo. No mercado imobiliário fala-se que o Roxy estaria à venda por R$ 30 milhões.

Tomara que seja só rumor.

Veja fotos do Roxy clicando aqui.

Update 08.06.2021 – Leia também sobre o fim do Roxy…
Roxy, Copacabana: O fim de uma era

Bilheteria Brasil – 30.05.2021

•junho, 01 2021 • Deixe um comentário

Na primeira lista, os números (em reais) das bilheterias do cinema no Brasil no final de semana de 27 a 30.05.2021:

Na lista abaixo, a bilheteria brasileira de 2021 acumulada (em milhares de reais) até 30.05.2021:

Fonte:
http://www.filmeb.com.br/

Canal Brasil: Mostra LGBTQIA+ de 01 a 30.06.2021

•junho, 01 2021 • Deixe um comentário

Lista de títulos e datas dos filmes no Canal Brasil:

01/06/2021 – Madame
02/06/2021 – Alice Júnior
03/06/2021 – Praia do Futuro
08/06/2021 – Madame Satã
09/06/2021 – Bixa Travesty
10/06/2021 – As Boas Maneiras
15/06/2021 – Tatuagem
16/06/2021 – Tinta Bruta
17/06/2021 – Mr. Leather
22/06/2021 – Divinas Divas
23/06/2021 – Berenice Procura
24/06/2021 – Flores Raras
29/06/2021 – Cores e Flores Para Tita
30/06/2021 – Sócrates

Os filmes da mostra vão ao ar terças, quartas e quintas, ao longo de todo o mês de junho de 2021, sempre à 0h30.

Mais em
https://canaisglobo.globo.com/programacao/canal-brasil/3775811/

Eternos: Teaser na rede

•maio, 31 2021 • Deixe um comentário

Whindersson Nunes: Faleceu o pequeno João Miguel

•maio, 31 2021 • Deixe um comentário

De acordo com o portal G1, com menos de dois dias de vida, o primeiro filho do comediante Whindersson Nunes, João Miguel, faleceu em 31.05.2021, segundo informou a assessoria de imprensa do humorista:

O bebê havia nascido neste sábado (29), prematuro de 22 semanas, em uma maternidade de São Paulo, onde estava sob cuidados médicos.

No domingo (30), o Whindersson escreveu sobre o nascimento: “Ontem eu conheci meu filho”. “Ele, como diz no interior, é minha cara, cagado e cuspido, até o pé é igual, mas ele é bem pequeninho porque veio um pouco antes do esperado. A mãe [Maria Lina Deggan] dele foi uma leoa demais.”

Leia mais clicando aqui.

Shane Briant (1946-2021)

•maio, 31 2021 • Deixe um comentário

Shane Briant

De acordo com o site Memórias Cinematográficas, morreu em 27.05.2021 o ator inglês Shane Briant, mais conhecido por seus trabalhos no Estúdio Hammer, especialista em filmes de terror:

A morte do ator, aos 74 anos de idade, foi divulgada através das redes sociais por amigos, que apenas informaram que ele sofria de “uma longa doença”.

Interpretou Clifford Chatterley em O Amante de Lady Chatterley (Lady Chatterley’s Lover, 1981), ao lado de Sylvia Kristel. Briant ainda atuou em O Emissário de MacKintosh (The Mackintosh Man, 1973), de John Huston; Vida Nua (The Naked City Servant, 1975), O Falcão Justiceiro (Hawk the Slayer, 1980), É Fácil Matar (Murder is Easy, 1982), entre outros.

Leia mais clicando aqui.

Maurice Capovilla (1936-2021)

•maio, 30 2021 • Deixe um comentário

Maurice Capovilla

De acordo com o portal G1, faleceu em 29.05.2021, no Rio, o cineasta, ator, roteirista e produtor Maurice Capovilla, de 85 anos:

A morte de Capô, como era chamado, foi confirmada pela mulher dele, Marília Alvim, em suas redes sociais.

O corpo de Capovilla vai ser cremado neste domingo (30), no Crematório da Penitência, no Caju, na Zona Portuária. O velório está marcado para a partir das 15h, quando está prevista a chegada do corpo à Capela 5.

Segundo a cunhada Heloísa Alvim, Capovilla morreu em casa, onde estava acamado. Ele sofria de Alzheimer há cinco anos e já não falava nem andava mais.

(…) Capovilla estreou como cineasta nos anos 1960, com a direção do curta-metragem “União”, em 1962. Entre os outros curtas dirigidos por Capovilla destaca-se o documentário “Subterrâneos do futebol”, de 1964.

Dirigiu seu primeiro longa-metragem “Bebel, garota propaganda” em 1968, com roteiro escrito por ele mesmo. Capovilla se baseou no conto “Bebel que a cidade comeu”, de Ignácio de Loyola Brandão.

Maurice Capovilla

Nos anos 1970 dirigiu as séries Globo Shell e o programa Globo Repórter, da TV Globo.

Leia mais clicando aqui.

Gavin MacLeod (1931-2021)

•maio, 30 2021 • Deixe um comentário

Gavin MacLeod

De acordo com o site Memórias Cinematográficas, Gavin MacLeod, o ator que interpretou o Capitão Merrill Stubing na série “O Barco do Amor” (Love Boat, 1977-1987), faleceu em 29.05.2021 aos 90 anos de idade:

A causa da morte não foi divulgada.

Nascido em Nova York, em 28 de fevereiro de 1931, Gavin MacLeod estreou na televisão na década de 1950, e estreou no cinema em um pequeno papel no drama Quero Viver (I Want to Live!, 1958). Mas foi na televisão que o ator teve seus maiores sucessos.

Ele também é lembrado como pelo papel de Murray Slaughter na série de TV Mary Tyler Moore (1970 -1977), que lhe valeu três indicações ao Globo de Ouro.

No cinema, destacou-se em A Espada de Ali Babá (The Sword of Ali Baba, 1965), Oferece-se Pistoleiro (A Man Called Gannon, 1968) e O Ataque dos Mil Aviões (The Thousand Plane Raid, 1969).

A notícia foi encontrada aqui.

Joe Lara (1962-2021)

•maio, 30 2021 • Deixe um comentário

Joe Lara

De acordo com o site Memórias Cinematográficas, o ator Joe Lara, astro da série de TV “Tarzan: The Epic Adventures” (1996-2000), morreu em 29.05.2021 aos 58 anos de idade:

Lara, que foi o 18º ator a interpretar Tarzan, morreu em um acidente aéreo, após a queda de um jato particular onde ele estava com sua esposa Gwen Lara (uma guru das dietas) e mais cinco passageiros.

De acordo com a CNN, o avião caiu próximo a cidade de Nashville.

Leia mais clicando aqui.

Joe Lara

 
%d blogueiros gostam disto: