[Resenhas] Encanto

Lançado como o “longa de número 60” da Disney (vale lembrar que esta lista seleta não inclui dezenas de outros, como os da Pixar, por exemplo), “Encanto” é simplesmente extraordinário e renova aquela máxima de que, para a Disney, nunca é impossível surpreender e expandir seus limites de qualidade. Poderíamos também usar o clichê tolo “Encanto é repleto de encanto”, mas é um filme que vai muito além simplesmente dos trunfos visuais e musicais com que tantos longas de animação encantam gerações há tantas décadas. Sem ser um filme de difícil compreensão (ao contrário, o roteiro é bastante simples e sem grandes reviravoltas), o filme de Jared Bush, Byron Howard e Charise Castro-Smith traz uma história cativante, com um texto maduro e que fala de valores e diferenças sem ser piegas ou ter pretensões didáticas, tudo isso na melhor embalagem de presente possível: visualmente impecável.

É preciso, de cara, louvar a iniciativa e o talento imenso de Lin-Manuel Miranda. Foi dele a ideia, em 2016, de fazer um filme de animação através da Disney em torno de uma comunidade latina. Houve até especulação de que a história seria situada no Brasil, mas os personagens vivem na Colômbia, outro grande acerto. Premiado durante sua carreira com prêmios como o Pulitzer, Grammy, Emmy e Tony, Miranda participa de “Encanto” com apenas 41 anos; nesta ainda curta trajetória, há grandes sucessos tanto nos palcos (como “Hamilton”, pelo qual recebeu o “History Makers Award” pela New York Historical Society) quanto nas telonas: brilhou em “O Retorno de Mary Poppins” em 2018 (leia a resenha do Cinema é Magia clicando aqui). Miranda já tinha passado por outra animação da Disney: colaborou com “Moana” (outro filme incrível, o longa 56 na tal supracitada lista) e, por sua canção “How Far I’ll Go”, recebeu indicações ao Globo de Ouro, Critics Choice Awards e Oscar. Sua trilha para “Encanto” é simplesmente soberba: traz com competência toda a magia que a Disney sempre ofereceu a seus espectadores, com criações espetaculares numa união da excelente e visualmente deslumbrante animação com esta trilha cativante. Há horas em que dá vontade de sair dançando inclusive.

É crucial perceber a importância de outra composição: a das características dos personagens que formam essa família impressionante; entre tantos exemplos, cito a imponente Luisa, que brilha num dos melhores números musicais do longa, e o misterioso Bruno (que, no original, recebeu a voz de John Leguizamo), com suas agruras, medos, pressões. Sob a proteção de Alma, as mulheres desta trama, tão impressionantes quanto distintas, não estão apenas trazendo mensagens batidas como “a importância da família” ou “respeitemos as diferenças”, mas tudo fala com bastante cuidado de ideais, imperfeição, do sentido de comunidade, de pertencimento e, eis um mote social que não é tão comum em filmes de animação, o das minorias. Vai muito além, portanto, da simplista “toda família é complicada” (embora esta também o seja, pra confirmar a regra).

Acima de tudo, é um filme extremamente Humano, com H maiúsculo, tão bem intencionado quanto realizado, e a animação em si é um primor: mesmo com toda a (de novo) magia e estripulias inacreditáveis de Mirabel e seus parentes “com poderes”, tudo parece muitas vezes bastante palpável, “de carne e osso”, ao contrário curiosamente do que vemos cada vez mais nas criaturas “reais” cada vez mais “irreais” por aí… Seres que erram e desagradam: somos todos imperfeitos.

Não tenho medo de afirmar que é um filme que entra no rol dos grandes longas de animação da Disney mas acima de tudo é, repito, um filme maduro, sem contudo perder o legítimo encantamento de seu título que agrada desde as crianças menores aos adultos de todas as idades.

Em tempo: a dublagem brasileira é simplesmente extraordinária (embora isto não seja novidade). Recomendo imensamente.

Tommy Beresford

~ por Tommy Beresford em novembro, 28 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: