[Resenhas] 007 Contra Spectre

_spectre

Daniel Craig fez quatro filmes como James Bond. Sem dúvida, o primeiro (a refilmagem de 2006 para “Cassino Royale”) tem quase unanimidade da crítica em ter sido o melhor de todos, embora eu tenha gostado bastante de “Quantum of Solace“, que veio a seguir.

Eis que em “007 contra Spectre”, o vigor de Craig continua lá, embora sua fronte pareça mais cansada. O filme, obviamente, é dele, ainda que conte com diversos bons atores no elenco. Christoph Waltz, por exemplo, é bom até fazendo a avó de Chapeuzinho Vermelho. Seu vilão em “Spectre” não chega aos pés do inesquecível Silva de Javier Bardem (ponto alto de “Skyfall“), mas sem dúvida cumpre bem o seu papel: na verdade, eu queria mesmo que ele interepretasse algum dia a avó de Chapeuzinho Vermelho, pois a impressão que tenho é que a ele tem sido oferecido um tipo semelhante de papel em seus últimos filmes…

A participação de Lea Seydoux (de “Azul é a Cor Mais Quente“) não a torna uma “Bond Girl clássica” (oi?), mas sim uma personagem que veio para mostrar mais conteúdo que tantas outras mulheres que aparecem mais como bibelôs nos filmes de Bond. Ainda assim, sinto saudade de Eva Green… E é curioso o efeito estranho que a participação de Lea acarreta. O filme começa muito bem, com um ótimo plano-sequência e a inevitável perseguição, e justamente quando Lea entra em cena ele entra num buraco do qual parece que não conseguirá mais escapar… uma “barriga” estranha, lenta, de cenas que parecem repetidas de outros filmes… Mas, felizmente, o diretor Sam Mendes consegue escapar de tudo isso com um final simplesmente espetacular.

A culpa não é de Lea, evidentemente. Mas o meio do filme se torna bastante estranho em história e explicações. Talvez a música-tema também tenha decepcionado muitos dos fãs da série: a bela canção de Sam Smith, “Writting´s On The Wall”, não empolga, e talvez esteja aquém da bela escolha visual da abertura. Mas a trilha de Thomas Newman é exuberante (às vezes até demais) e merece sem dúvida uma indicação ao Oscar.

De resto, é um ótimo filme, que bate recordes, não deixe de ver. Resta saber agora quem será o novo James Bond. Eu tenho meus favoritos, mas… é segredo…

Tommy Beresford

_spectre

~ por Tommy Beresford em novembro, 12 2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: