[Resenhas] Arquivo X – Eu Quero Acreditar

Li recentemente que, numa convenção de fãs em que foi apresentado “Arquivo X: Eu Quero Acreditar“, o criador Chris Carter teria dito que “mostrar Mulder e Scully sobre um novo ângulo” seria a única razão pela qual ele queria realizar o filme.

De certa forma, há sim uma forma nova de ver Dana Scully e Fox Mulder – e isso não necessariamente faz da produção um filme imperdível, longe disso. Para os fãs incondicionais da série (não é o meu caso), esse novo ângulo é apresentado – e de forma insistemente cansativa – logo no início do filme, quando Scully mostra sua dedicação à sua ‘nova’ atividade e o quanto esse ganha-pão, no qual ela é bem sucedida mas questionada, torna-se um dilema quando um “caso estranho” a chama de volta à “escuridão”. Já Mulder estava escondido em um conveniente casco de tartaruga, e no início do filme o espectador é de certa forma enganado, achando que fantasmas e casos do passado o assombrarão durante esta nova trama.

Segundo longa-metragem da franquia, o filme nem é ruim, mas se perde no roteiro modorrento, no caso sem graça e sem muita lógica, na falta de qualquer suspense, numa Amanda Peet irreconhecível, um Mitch Pilleggi totalmente dispensável, vilões nada caristmáticos e, em especial, na completa fuga do âmago do que de fato Arquivo X significa. Embora mais uma vez vividos com perfomances competentes de Gillian Anderson e David Duchovny, a trama poderia ter sido interpretada por quaisquer dois personagens, não necessariamente por Dana Scully e Fox Mulder !

No fundo, qualquer bom episódio de “CSI – Investigação Criminal” é mais interessante que o novo filme de Chris Carter. Isso não significa, porém, que os fãs não devem assistir: é bom relembrar Mulder e Scully sim. Mas não esperem um daqueles episódios marcantes que tanto sucesso deram a esse ótimo filão originalmente televisivo.

Menção nada honrosa para a tradução. A primeira legenda transforma “Virgínia, 10:23” em “Virgínia, 11:21”: até agora não entendi um “fuso” de 58min entre o inglês e o português… E o cartaz, com aquele X enorme no chão… no final das contas, não signifca absolutamente nada.

~ por Tommy Beresford em julho, 31 2008.

4 Respostas to “[Resenhas] Arquivo X – Eu Quero Acreditar”

  1. bom… eles querem acreditar que ninguém perceberia!
    😆

  2. achei fraco!
    esperava uma história com mais suspense e algumas surpresas.

  3. quem nao gosta do arquivo x tem que ser bem idiota, é uma das melhores séries de tv, perdendo apenas para o 24 horas. muito dos episódios do arquivo x faz sentido e mostra como o governo americano agiria considerando que tudo o que foi explícito na série fosse verdade, além de mostrar o respeito, a verdade e a dignidade que dois agentes do FBI ou de qualquer agencia federal devem ter

  4. “A VERDADE ESTÁ LA FORA” iremos ver se tudo sobre o arquivo x é verdade no dia 22 de dezembro de 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: