[Resenhas] O Curioso Caso de Benjamin Button

benjamin_button_cartaz

Os desígnios do amor são mesmo indescritíveis e imprevisíveis. No caso de “O Curioso Caso de Benjamin Button“, esta definição é elevada à enésima potência, já que a história — baseada em conto de F. Scott Fitzgerald, certamente pouco conhecido no Brasil — faz com que os encontros e desencontros de quem ama desobedeçam até à linha do tempo… ou seria o tempo que desobedece à evolução dos caminhos do amor ?

Desde as primeiras cenas, onde o grande relógio nos lembra que não dominamos o desenrolar de cada pequeno momento de nossas vidas, o filme de David Fincher (diretor dos excelentes “Clube da Luta” e “Seven”) é extremamente tocante e, bem filmado, emociona sem apelos forçadamente dramáticos. Tudo é ficção, até pela inusitada situação do protagonista, mas ao mesmo tempo tudo é intimamente ligado ao cotidiano dos sentimentos de qualquer indivíduo, mesmo que não passando nem de longe por uma situação tão estranha como a de Benjamin. De fato, não importa em que época a história se passa nem em que local: eis que crescimento, maturidade, idade cronológica, as experiências da vida e a intensidade do amar se misturam, se confundem e se expõem — e são expostos pelo excelente roteiro de Eric Roth e Robin Swicord — totalmente atemporais, de forma tão tocante que dificilmente fará com que o espectador saia ileso da sala escura.

O elenco é maravilhoso. Entre os coadjuvantes, foi ótimo assistir a Taraji P. Henson depois de sua deliciosa interpretação em “Ritmo de Um Sonho“, e igualmente bom é rever a sumida Julia Ormond, que liga o presente ao filme, rodado em Nova Orleans e com a trágica passagem do furacão Katrina como pano de fundo. Destaque para a participação da sempre excepcional Tilda Swinton (rouba todas as cenas), e prestem atenção em Elle Fanning fazendo Daisy aos 7 anos de idade.

Cate Blanchett é uma atriz notável. Com um excelente trabalho de maquiagem e expressão corporal, Cate impressiona dando vida à protagonista feminina em diversas idades: emociona o espectador em cada uma delas.

Mas o filme é mesmo de Brad Pitt. Sua caracterização deixa inclusive o espectador muito curioso sobre o que foi necessário além de maquiagem para compor as diversas fases do personagem — é esperar o making-of quando o DVD for lançado para conferir. Mas Pitt vai muito além disso: numa interpretação concisa e tocante, dá veracidade a cada época da vida de Benjamin, personagem que seria um grande desafio para qualquer ator. Indicado ao Globo de Ouro (perdeu para Mickey Rourke) e ao BAFTA, Pitt merece ao menos a indicação ao Oscar deste ano.

Há muito o que falar sobre o filme, mas é melhor deixar que o espectador viaje nesta bela história. Levem seus lenços — sem ser piegas ou apelativo, as lágrimas são inevitáveis. Sem dúvida, os cinemas brasileiros já exibem um dos melhores filmes de 2009, não perca.

Tommy Beresford

[Em tempo: caso você tenha chegado aqui procurando alguma resenha crítica do filme para um trabalho escolar, lembre-se que o nome do autor e, em especial, o estilo de quem escreve fazem a grande diferença (e não enganam o professor, ainda que você mude uma parte ou outra do texto).]

benjamin_button_cena

~ por Tommy Beresford em janeiro, 21 2009.

35 Respostas to “[Resenhas] O Curioso Caso de Benjamin Button”

  1. O filme é uma fábula sobre a velhice e a juventude, estados sempre antagônicos no imaginário humano. Como seriam as coisas se os acontecimentos invertecem e de lá pudéssemos observar a vida rolando ao contrário? Confesso que não gostaria de ter essa experiência fantástica. Um filme intrigante e com ótimas interpreteções.

  2. Um filme muito cansativo até dormi durante a exibição, realmente é de uma imaginação fantasiosa em todos os aspectos, as mensagens, muito bonitas, mas nada diferente dos meus emails de amigos, não senti nenhuma emoção e olhe que já chorei até em filmes de comédia. Sou daquelas que adora filmes de arte, mas não dispenso um bom filme americano, como Beleza Americana e até mesmo os fracos não tem vez, mas este me perdoem é uma enrrolada.

  3. Perfeito comentário, Tommy. Adorei “Benjamim” e chorei baldes…
    Cate Blanchett sempre foi minha favorita ao Oscar – desde que lhe “carcaram” em “Elizabeth I” – e faz, como de costume, um belíssimo papel. Tilda Swinton ar-ra-sou: depois que me lembrei de quem se tratava saquei porque gostei tanto da interpretação. Adorei ver novamente Julia Ormond entre “os grandes” e espero que ela seja lembrada para outros bons papéis. Gostei de Pitt, acho que ele está cada vez melhor – e isto não é um trocadilho com o enredo do filme. Estou realmente curiosa para ver Rourke, pois pra mim, ele já estava acabado.
    Mas não encontrei referência à Fitzgerald na ficha técnica do filme, onde está? Já vi um vídeo no You Tube sobre a transformaçào de Pitt e é um trabalho notável, realmente.
    Belíssimo filme e um dos melhores deste ano, com certeza!
    Bjs!

  4. Concordo inteiramente, o filme é simplesmente maravilhoso! A longa duração do filme passa desapercebido diante de sua tocante e linda história. os atores são fantásticos, com ressalva especial para Brad Pitt e Cate Blanchett, interpretação fantástica! Um excelente filme a se ver.

  5. Filme de rara beleza. Mas um filme belo não é por si só agradável. Nunca fui fã de atuações do Brad Pitt, mas dessa vez me rendo, uma atuação memorável, inclusive na narrativa. A trama é bem desenvolvida mas se torna muito cansativa. É chato de ser visto quando não tomamos o trabalho de refletir o filme e a idéia em nossas próprias vidas, quem nao tem essa sensibilidade ou paciencia para tal tarefa, aconselho a passar longe deste filme.

  6. Eu já vi gostei mas ou menos, foi obrigada a ver , este filme não trouxe nehnhuma emoção. Faz alguns anos que não vou a cinema, o prof.nos fez lembrar que cinema também é entretenimento. Em resposta eu assisti no cinema e foi bom.

  7. Quando estava assistindo o filme, cobria o rosto com as mãos, e me perguntava:_Eu estou estou assistindo a este filme grotesco, mal-feito, porque baseada em um roteiro absurdo, por sua vez baseado num conto grotesco. Poderia dizer que é uma piada de humor negro, mas uma piada é boa de se escutar e esse filme… À propósito, o criador do relógio já conversou com o filho que …voltou?

  8. gostei muito do filme e acredito que o amor é capaz superar linhas e tempos perdidos ou melhor, o tempo nao se perde não sabemos é como lidar com certas situações da vida. o melhor tempo é o hoje, e a velhice chega no momento que deixamos de viver. podemos ser jovem na aparencia e velho nas ações e espiritualmente. viver cada momento como se fosse o ultimo com amor, alegria, espontanedade, sem medo de arriscar correndo o risco de ser rejeito mas sendo voce é uma grande missão de cada ser Humano

  9. Assisti ao filme no momento exato. Estava em plena “crise dos 35” quando me deparei com este conto sobre o envelhecimento. “Não há nada de errado com a velhice”. Aconselho a todos que estejam se sentindo velhos antes do tempo a assistirem ao fime com atenção e sensibilidade. A sua mensagem é tocante.

  10. EU ASSISTI AO FILME ,E ACHEI MARAVILHOSO .NA MINHA OPINIÃO É POSSÍVEL TIRAR PROVEITO DE TUDO !
    E ESTE FILME PASSA VÁRIAS MENSAGENS IMPORTANTES…
    SE A PESSOA TAMBÉM FOR CAPAZ DE CAPTÁ-LAS.
    EU AMEI!

  11. assisti ao filme e achei-o perfeito!!!! depois de assisti reencontrei o meu primeiro namorado, meu primeiro e unico amor e ele me disse que nossa historia era muito parecida com o gilme, ai foi que fiquei mais fã ainda rsrsrsrs amei!!!!!!!!!

  12. Realmente, o filme é muito bom, a trama é excepcional, os atores também, e a maquiagem então? Assistam ao filme, realmente vale a pena.

  13. […] CINEMA EM CASA Ricardo Nespoli O CARA DA LOCADORA Robson Saldanha PORTAL CINE Tommy Beresford CINEMA É MAGIA Vinícius Pereira BLOG DO VINÍCIUS Vinicius Silva SOB A MINHA LENTE Wally Soares CINE VITA […]

  14. eu adorei esse filme da vontade de assistir td dia eu achei ess filme nota 10000

  15. Amei esse filme, ele meche muito com meu emocional. eu recomendo, ja assisti varias vezes em dvd e ameii, deveria passar mais vezes na tv… bjos p todos

  16. Gostei muito do Filme, chorei muito, principalmente quando ele decide ir embora para sua filha não ter problemas de idades entre eles… Uma das senas que achei mais marcante foi quando ele faleceu nos braços da sua amada… Baseado no filme criei a seguinte fase:[b] “Já que presíssimos de pessoas para cuidarmos de nós tanto na velhice e na juventude, por que não começar a vida de traz pra frente”. Pra mim seria fascinante e ao mesmo tempo tortuoso.

  17. o filme e muito bom,meio cansativo,mas e uma historia bem interessante.
    eu recomendo.
    😀

  18. Chorei tanto nesse filme que deu até raiva ahsuahhsu

  19. As capacidades mentais e comportamentais só surgem com base na maturação do sistema nervoso e de todo o organismo,essa é uma inversao…

  20. o filme vai passar amanha e eu to doida p assistir.. baseado neste site espero q seja realmente bom,n vejo a hr d assistir. dpois q eu ver o filme deixo outro comentario bjs a todos ^^

  21. se olharem com olhos espiritual as pessoas encontrariam varias lições, a maior dela esta no perdão ao seu pai. Mostrando tam´bem que o amor transcende. Isso e mostrando quando ela ja esta casada e ele tem relação com ela ele sendo um garoto. O maior e o da renúnica, quando ele pede
    para ela casar com outro, para poupar ela do trabalho que teria com ele.

  22. eu amei o filme mas fiquei muito triste porque os dois pombinhos nao puderam ficar juntos.

  23. amei

  24. ´chorei muito pois o filme é muito emocionante e me fez rever o quanto o amor é importante em nossa vida

  25. O filme é muito emocionante, mostra que não interessa a idade mais o amor, sempre vai passar pela nossa vida, Brad Pitt foi um ótimo protagonista, a história realmente comove os que assistem, exige um pouco de atenção, pra entender a ideia que o filme deseja passar…

  26. ameeei o filme, LINDO!

  27. eu a dorei o filme ele e muito enteresante

  28. Eu assisti esse filme ontem e adorei porem é uma historia triste eu chorei demais eu tenho 16 annos e nunca choroi tanto por uma filme.. Gostei e recomendo …

    • lindo,maravilhoso filme vale a pena assistir por que o protagonista Brad Pitt consegui fazer a ponte do velho e do moço na relação de amor.Quem não assistiu vai vê-lo, vai conferir que você não vai decepcioná-lo.

  29. Adorei o livro adaptado e recomendo a qualquer um espero que gotem como eu

  30. não vi o filme inteiro mas e legal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: