[Resenhas] Foi Apenas um Sonho

foi_apenas_um_sonho_cartazMuito já se escreveu sobre o chamado “ano de outro” do cinema americano, 1939, quando uma quantidade significativa de obras de qualidade inquestionável foram lançadas para o público e que até hoje são lembradas e cultuadas, como “… E o Vento Levou”, “O Mágico de Oz”, entre muitas outras. Mas em décadas mais recentes, em vários anos tivemos também avalanches de qualidade cinematográfica, talvez mais concentrada em grandes interpretações do que propriamente traduzida em filmes inesquecíveis.

Um destes anos foi 1985, pontuado por grandes interpretações femininas, tantas que não cabiam nas 5 indicações do Oscar de 1986. Whoopi Goldberg despontava para o cinema com o clássico de Spielberg “A Cor Púrpura”. Meryl Streep já tinha dois Oscars na bagagem mas alcançava ‘apenas’ sua sexta indicação por “Entre Dois Amores” (em 2009, com “Dúvida”, ela chegou ao recorde de 15). Anne Bancroft duelava com (a ainda atriz e já duplamente oscarizada) Jane Fonda e com (a aparentemente promissora e indicada a coadjuvante) Meg Tilly em “Agnes de Deus”. Hoje poucos se lembram do filme, mas Jessica Lange arrebatava os cinéfilos em “Um Sonho, Uma Lenda”. Mas foi a veterana Geraldine Page, poucos meses antes de sua morte (faleceu em junho de 1987), o grande azarão que levou o Oscar, em sua oitava indicação, por sua tocante atuação em “O Regresso para Bountiful”.

Ainda assim, várias excelente interpretações ficaram de fora, como a de Norma Alejandro por “A História Oficial” e a excepcional atuação de Cher em “Marcas do Destino”: Cannes premiou ambas num empate merecido em 1985, ano em que filmes como “A Rosa Púrpura do Cairo” e “O Beijo da Mulher Aranha” conquistavam as platéias do mundo inteiro, sem falar em “A Testemunha”, “Cocoon”, “Brazil, O Filme”, “A Honra do Poderoso Prizzi”, “Ran” (de Kurosawa, que ficou de fora das indicações de filme estrangeiro) e até “De Volta Para o Futuro”, entre outros.

Mas para que este prólogo e esta “viagem” tão grandes, vovozinha ? Apenas pretexto para falar sem parar de Kate Winslet em “Foi Apenas um Sonho”…

Falar de Kate pra mim é sempre instigante, pois até determinada época eu simplesmente não conseguia suportar a atriz. Foi o obrigatório “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças” que finalmente desfez em mim a sensação de enjoo e me mostrou quão grande atriz ela começava a mostrar ser. O brilho eterno parece que ficou: Kate está simplesmente estupenda no filme de Sam Mendes (para os curiosos, Mendes é atualmente seu marido). Levou o Globo de Ouro por esta atuação, mas nas indicações do Oscar ficou de fora. Com apenas 5 vagas, Kate não poderia disputar com a própria Kate de “O Leitor”, que agora passa a ser o filme que traz maior curiosidade: será que a Hanna Schmitz de “O Leitor” (já várias vezes premiada, mas como performance coadjuvante) é melhor que a April Wheeler de “Foi Apenas Um Sonho” ? É esperar para (literalmente) ver.

Kate arrebenta, e arrebata de tal forma o filme que é difícil pensar em escrever sobre outra coisa senão sua protagonista. Mas é preciso citar outras grandes performances, a começar pela excelente atuação de Leonardo DiCaprio, perfeito como o marido de um casamento que, desde sempre, anda na corda bamba, apesar dos planos para o futuro. Num papel pequeno, Kathy Bates mostra, com um pé nas costas, o talento consistente que, com escolhas adequadas, a própria Winslet pode mostrar em seu currículo daqui a alguns anos. E nos momentos que Bates, DiCaprio e Winslet se juntam a Michael Shannon, é festa para olhos e ouvidos cinéfilos. Shannon é um dos que pode evitar que um Oscar Póstumo para Heath Ledger seja concedido (o outro é Josh Brolin, por “Milk”, ainda inédito no Brasil, pois os ótimos e mais conhecidos Robert Downey Jr. — por “Trovão Tropical” — e Philip Seymour Hoffman — por “Dúvida” — não são considerados favoritos na categoria Melhor Ator Coadjuvante do Oscar).

Destaque para a trilha sonora de Thomas Newman (indicado este ano por “Wall-E”). Ainda que não se mostre o melhor — há tantos ainda para estrear, tomara que logo — e ainda para alguns possa parecer arrastado e ‘down’ demais, “Foi Apenas um Sonho” é um dos excelentes filmes desta safra, não perca.

…..

Em tempo… Por falar em Oscar e voltando — é inevitável — a Kate Winslet, nada disso quer dizer que seu tão sonhado Oscar esteja no papo: numa difícil disputa, ela concorre com Meryl Streep (que levou o Screen Actors Guild por “Dúvida” como atriz principal – Winslet levou como coadjuvante), Anne Hathaway (que já levou três prêmios por “O Casamento de Rachel”), Melissa Leo (azarão mas várias vezes premiadas pelo ainda desconhecido no Brasil “Rio Congelado”) e a excelente performance de Angelina Jolie por “A Troca“. O Oscar promete.

foi_apenas_um_sonho_cena

~ por Tommy Beresford em fevereiro, 04 2009.

4 Respostas to “[Resenhas] Foi Apenas um Sonho”

  1. Gostei de “Revolutionary Road”, mas acho que o Sam Mendes pode fazer muito mais que isso. De qualquer forma tem excelentes atuações a cargo do casal de protagonistas.

  2. Não é um grande filme, mas envolve com a sua estória triste. Grande performance de DiCaprio e Winslet. Achei que faltou um pouco mais de ousadia para o roteiro parecer mais plausível. Sam Mendes foi mais coerente em “Beleza Americana”

  3. Ótimo filme apoiado nas qualidades de Di Caprio, Winslet e Mendes. Creio que o Oscar para Winslet por “O Leitor” foi justo pois a personagem era mais complexa. Mas, também, como não achar complexa a protagonista de Revolutionary Road? Da mesma forma que você, só percebi o desempenho de Winslet a partir de “Brilho Eterno…”. E que desempenho… Shannon foi a cereja que faltava no bolo. Feio “bolo”, mas que mexe com a gente.

  4. […] Ricardo Nespoli O CARA DA LOCADORA  Romeika Cortez A ROOM OF ONE’S OWN  Tommy Beresford CINEMA É MAGIA  Vinícius Pereira BLOG DO VINÍCIUS  Vinicius Silva SOB A MINHA LENTE  Wally Soares CINE VITA  […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: