[Resenhas] Fama (2009)

fame_cartaz

Megan Mullally, Kelsey Grammer e talvez Debbie Allen (que estava na primeira versão) são alguns dos poucos artistas que conseguem ser reconhecidos pelo grande público na nova versão de “Fama”, dirigido por Kevin Tancharoen. A grande maioria dos atores são novatos, e daí poderíamos esperar que uma cuidadosa seleção tenha sido feita para escolher os protagonistas da versão 2009 de um filme que atraiu multidões aos cinemas no início dos anos 80: os que eram ligados a dança inclusive assistiam várias sessões seguidas — em uma época em que isso ainda era permitido nos cinemas nacionais.

Mas o que se vê nas telas agora é um grupo de jovens atores esforçados mas com pouquíssimo carisma. Vale lembrar que não costumo comparar filmes originais e seus remakes: cada obra tem seu lugar no tempo e na memória do cinéfilo, e os trabalhos de diretores, atores e roteiros diferentes não devem ser comparados para tentar definir melhores e piores. Neste caso, porém, é inevitável, até porque no início o filme de 2009 deixa claro que é baseado “no filme” anterior. Seja como for, temo que mesmo quem nunca soube que existiu um “Fama” anterior não vai ser surpreendido com um grande filme.

O filme é até um bom entretenimento, mas não tem o “poder de fogo” da obra de Alan Parker — que, e por que não, agora se consolida como um clássico dos anos 80. Em boa parte, falta ritmo e atuações que conquistem o público. As cenas de dança são boas, mas não contagiam, e falta mais… música! Até o ballet quase não tem lugar, ainda que tenha dado mais espaço (e que bom) ao sapateado, por exemplo.

Mas o principal problema é mesmo dos atores. A dupla Kay Panabaker (que faz o papel de Jenny e é quase um clone de nossa talentosa Amanda Acosta) e Asher Book (que interpreta Marco, de bela voz mas pouco carisma) definitivamente não funciona. Salvam-se Naturi Naughton (Denise) — que protagoniza uma bela cena ao piano numa interpretação intensa e mais aguda de “On My Own” — e Collins Pennie (Malik), mas ainda assim não são suficientes para dar a força necessária para o filme ser lembrado no futuro. Não há nem mesmo qualquer clima de competição acirrada — no início do filme, achei que seria explorado na Alice de Kherington Payne, mas nada acontece… No fundo, o tom do filme é de uma versão bem menos vibrante do (ótimo) “High School Musical”…

A estranha fotografia e os figurinos ‘indefinidos’ também não ajuda, porque não situa o filme nem na década de 80 nem nos tempos atuais: afinal, em que época as situações acontecem ? À exceção da relação de Denise com os pais, nenhum conflito é apresentado consistentemente de forma a cativar o espectador ou criar algum tipo de suspense ou emoção. Saí do cinema achando que o ‘making of’ do filme — mostrando os testes para a seleção do elenco e os ensaios do filme — formariam um longa bem mais interessante.

Em tempo: o melhor de “Fama” versão 2009 filme talvez seja mesmo a cena dos créditos… adivinhem ao som de que canção ?

FAMA_R

~ por Tommy Beresford em novembro, 11 2009.

2 Respostas to “[Resenhas] Fama (2009)”

  1. A única comparação deste filme com o clássico dos anos 80 é o título, e só. Quem viu Fama, de Alan Parker (disponivel em DVD), pode sentir o quanto um filme, embalado por ótimas canções e coreografias vibrantes, pode agradar. Decepção total com a falta de carisma e clima modorento desta versão atual. Não se faz mais musical com canções inéditas e que agradem em cheio o público. Um ótimo passatempo para dormir no cinema e espantar o calor.

  2. pra mim fama dos anos 80 virou clássico…então se tivessem mudado a música principal EU iria detestar….adorei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: