[Resenhas] Sangue Negro

Sangue Negro, cartaz

Se a idéia fosse julgar (odeio esse verbo) um filme apenas por uma cena, a de Sangue Negro certamente seria a sequência final, onde dois atores totalmente díspares duelam de igual para igual, num show de interpretações para o qual o filme nos preparou em suas mais de 2h e meia de projeção.

De um lado, o já veterano mas ainda jovem (50 anos pra mim é bem jovem, e ele aparenta menos) Daniel Day Lewis (que no início do filme quebra sua perna esquerda, nos remetendo indiretamente ao filme que lhe deu o Oscar, “Meu Pé Esquerdo”), um grande ator que ganhou inúmeros prêmios por “Sangue Negro” e é o franco favorito ao Oscar deste ano – merecidamente, por sinal. Um ator que, curiosamente e ao contrário de outros astros oscarizados, faz poucos filmes: nada em vista por enquanto para 2008 ou 2009, e seus filmes anteriores, “O Mundo de Jack e Rose” e “Gangues de Nova York”, são produções de 2005 e 2002, respectivamente (não se esqueça de assistir, de sua cinebiografia, Em Nome do Pai, de 1993).

Do outro lado, Paul Dano, de 27 anos, com 4 filmes engatilhados nos próximos anos mas pouco conhecido no Brasil… a não ser que você tenha tido a felicidade de ter visto o delicioso e imperdível Pequena Miss Sunshine: Paul fazia Dwayne, o irmão “meio mudo” da protagonista. Curiosamente, Paul também esteve no supracitado “O Mundo de Jack e Rose” e já fez dois episódios de “The Sopranos” na TV.

Todas as cenas de Daniel Day Lewis são excepcionais. Todas as cenas de Paul Dano são excepcionais. Portanto, não espere apenas a cena final, saboreie as duas interpretações desde o primeiro minuto. O filme é grande, de certa forma cansativo, mas muito interessante, bem filmado, ótima fotografia, uma trilha sonora impactante, uma ótima pedida.

Tommy Beresford

Sangue Negro, cena

~ por Tommy Beresford em fevereiro, 17 2008.

Uma resposta to “[Resenhas] Sangue Negro”

  1. A trilha sonora me pareceu meio esquisita, mas dá seu recado nas horas em que a gente acha que não está havendo nada sério. Paul Dano está brilhante e Daniel Day-Lewis… bem, é melhor nem dizer nada. O filme É ele.
    Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: