[Resenhas] Titãs – A Vida Até Parece uma Festa

titas_cartazBastaria a constatação, nas cenas de tantos programas e shows, da mudança dos cabelos e figurinos dos anos 80 aos dias atuais, não somente no grupo mas em especial nas plateias eufóricas, para “Titãs – A Vida Até Parece uma Festa” valer o ingresso. Mas o filme é bem mais que visual de época: é som de primeira, é emoção e até boas surpresas, como as cenas onde, nos primórdios, o grupo canta a versão original de “Bichos Escrotos” (bem diferente da que estourou nas pardas de sucesso) e as que mostram componentes que não ficaram tão conhecidos pelo grande público por terem pertencido ao grupo por pouco tempo, como André Jung e Ciro Pessoa.

Para os fãs, é um filme indispensável, mas mesmo quem não acompanhou tão assiduamente a carreira dos Titãs reconhece um grande número de grandes sucessos e relembra programas que fizeram parte da adolescência de muita gente. Músicas como “Família”, “Comida”, “Marvin” e “Sonífera Ilha”, apresentadores como Chacrinha, Bolinha e até Barros de Alencar, cenas do Qual é A Música com Silvio Santos ainda conhecendo o grupo, há muito com o que se deliciar.

titas1

Amigos como Paula Toller, de cabelos curtíssimos, e Herbert Vianna bem antes de seu acidente aéreo, um jovem mas sempre experiente e exigente Liminha, Faustão nos saudosos tempos do Perdidos na Noite, também aparecem no filme dirigido por Branco Mello e Oscar Rodrigues Alves. Os diretores não se preocuparam, felizmente, com rigidez de cronologia e nem é problema a qualidade precária de algumas imagens filmadas de forma caseira numa época em que nem poderia se dimensionar o sucesso do grupo. Bem costurado, neste belo documentário vale muito mais a possibilidade de resgate de momentos que jamais poderiam ser reproduzidos numa obra de ficção.

titas3As cenas formam uma hora e meia extraída de um total de mais de 200 horas de gravações de todo tipo — e como passam rápidos estes 90 minutos, aos quais tive a oportunidade de assistir com entrada franca dentro do Festival do Rio 2009 ! Para os que pouco conhecem de Titãs, é uma boa oportunidade de entender que há uma enorme qualidade de letras, melodias, instrumental, pois para quem ouvia de longe, bem na linha do “não procurei conhecer mas desde já não gostei” poderia parecer apenas excesso de volume e versos pesados e com palavrões. A irreverência e o talento dos Titãs, como grupo e individualmente, estão lá em doses generosas, e mesmo assim é pouco para mostrar o tanto que o grupo representa para o cenário da música jovem feita no Brasil nos anos 80 e 90.

Mas há acima de tudo, e não custa repetir, muita emoção. Desde o brilho nos olhos de Paulo Miklos no encontro do grupo com Roberto Carlos, até as cenas pré e pós morte de Marcelo Fromer, não dá para conter as lágrimas, mesmo em cenas às vezes bizarras em apartamentos bagunçados e encontros para ensaios, onde músicas como “Epitáfio” ainda aparecem com melodia em construção e com Fromer cheio de alegria de viver.

titas2

Se fosse possível destacar apenas um momento, entre tantos… Talvez a sequência mais adequada a ser citada, emblemática mesmo, seja a gravação do clipe de “Cabeça Dinossauro” filmado na Chapada dos Guimarães, pois representa a síntese da história de um grupo que, mesmo com mudanças de formação em vários momentos de sua carreira, sempre foi de fato uma família, com seus altos e baixos de praxe. A câmera capta cada um dos oito integrantes bizarramente enlameados, cada um realizando sua performance individual como um ser meio paleozóico, e ao final, quando todos se reunem, parecem de fato um grupo, totalmente humano, totalmente exposto, totalmente criativo, em união harmoniosa em meio ao caos.

Tudo brilha em “Titãs – A Vida Até Parece uma Festa”. Não perca.

Site oficial:
http://www.titas.net/filme/

titas4

~ por Tommy Beresford em outubro, 07 2009.

2 Respostas to “[Resenhas] Titãs – A Vida Até Parece uma Festa”

  1. Documentário indispensável para quem curtiu e acompanhou a trajetoria dos Titãs. Bons tempos que não voltam mais. O DVD está demorando a sair nas locadoras.

  2. genial rock de primeira qualidade pra quem não conhece direito é muito bom para conhecer e pra quem já curte é muito loko

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: