Jonas Mello (1937-2020)

Jonas Mello

De acordo com o portal G1, o ator Jonas Mello foi encontrado morto no apartamento dele, em Santana, Zona Norte de São Paulo, no final da tarde de 18.11.2020. Ele tinha 83 anos:

A informação foi confirmada à TV Globo pela irmã do artista, Josefina Rodrigues de Mello.

De acordo com Josefina, Jonas passou mal e ligou para um primo. Quando o familiar chegou ao local, Jonas já tinha falecido. A causa da morte não foi informada.

Josefina afirma que o irmão levava uma vida saudável e não tinha problemas de saúde. Ultimamente, dedicava-se à dublagem de filmes.

Jonas era solteiro e sem filhos. Deixa, além de Josefina, outras duas irmãs. O corpo deve ser velado a partir das 14h no Cemitério Memorial de Santos, no litoral paulista. O sepultamento está previsto para ocorrer às 18h.

Seu último trabalho na TV foi interpretar Arruda na novela “Flor do Caribe”, da TV Globo, em 2013.

Jonas também era um grande dublador, e dublou personagens como Bison, no anime “Street Fighter Victory”, exibido no SBT, Shenlong em “Dragon Ball Z”, Braum em “League of Legends” e J. Jonah Jameson na série animada do “Homem-Aranha (1994)”. Além disso, foi o lendário narrador de Os Cavaleiros do Zodíaco, e emprestou sua voz para filmes como “Cassiopeia” (1996) e “O Grilo Feliz” (2009), entre outros.

Da mesma matéria do G1:

Jonas Mello nasceu em São Paulo, em 20 de outubro de 1937. Iniciou carreira na televisão em 1969, na produção “A cabana do Pai Tomás”, na TV Globo.

Na Record, fez “Os deuses estão mortos”, “Sol amarelo”, “O tempo não apaga”, “O leopardo”, “Vendaval”, “Vidas Marcadas” “Estrela de fogo”, “Por amor e ódio”, “Escrava Isaura” e a minissérie “O desafio de Elias”.

Na Tupi (extinta), Mello trabalhou em “Os inocentes”, “Meu rico português”, “Os apóstolos de Judas”, “Um Sol maior” e “João Brasileiro, o bom baiano”.

Na Globo, participou de “Os gigantes”, “Chega mais”, “Coração alado”, “Baila comigo”, “Terras do sem fim”, “Partido alto”, “O outro”, “Bambolê”, “Pacto de sangue”, “Barriga de aluguel”, “O portador”, “Suave veneno”, “Vila Madalena”, “Araguaia”, “O Astro” e “Salve Jorge”.

Leia mais clicando aqui. No cinema, fez filmes como “A Carne” (1975).

Na TV, foi protagonista de duas importantes novelas da TV Tupi, “Meu Rico Português” e “João Brasileiro, o bom baiano”, em ambas com Marcia Maria, sucesso de crítica e de público:

~ por Tommy Beresford em novembro, 19 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: