[Por Onde Andam] Mulatas do Sargentelli

O programa de TV “Domingo Show” de 01.09.2019 contou a história de uma das mulatas de Sargentelli, o que acabou causando confusão nos internautas em suas buscas desenfreadas. O programa tratou de Fátima Gonçalves, a Fatinha Bijú, e não de Adele Fatima, que virou atriz e fez filmes nos anos 1970 e 1980. Sobre Adele, relembre estes posts:

[Por Onde Andam] Solange Couto / Adele Fátima [2015]
[Por Onde Anda] Adele Fátima [2009]
[Por Onde Anda] Adele Fátima no Domingo Show de 01.04.2018 [2018]
Por onde andam as antigas musas do Carnaval carioca ? [2007]

Sobre Fatinha, no portal R7:

Famosa por ser uma das mulatas de Oswaldo Sargentelli (1924-2002), Fátima Gonçalves, a Fatinha Bijú, revelou que teve um romance em segredo com o cantor Roberto Carlos entre 1986 e 1988. Nessa ocasião, o rei ainda era casado com a sua segunda mulher, Myrian Rios, de quem se separou apenas em 1989. A confissão da ex-modelo, hoje com 60 anos, foi feita no programa Domingo Show, da Record.

Fátima Gonçalves

“É a primeira que estou falando isso em rede nacional, nunca quis comentar nada porque não é do meu perfil. Fui selecionada para gravar um clipe com ele [Roberto Carlos] e, durante a gravação, houve uma paquera, troca de olhares. Ele pediu meu telefone e começou a me ligar. Começamos a sair uma semana depois que eu eu gravei o clipe”, explicou Fatinha para Geraldo Luis.

Eleita a negra mais bonita do Brasil em um concurso exibido pelo Cassino do Chacrinha na década de 1980, Fátima diz que Roberto Carlos chegou a pedir que ela parasse de se apresentar e se dedicasse apenas em constituir uma família com ele. Os dois se conheceram durante a gravação do videoclipe da música Nega, em 1986.

“Foi muito mais do que um affair. Eu era muito nova, eu era uma pessoa muito independente. Meu objetivo nunca foi estar com gente famosa pra me promover. E o Roberto é uma pessoa que toda mulher ele poda, ele me perguntou se eu largaria tudo pra ficar com ele. Foto, show e tudo”, conta.

“Aí eu falei pra ele: ‘Posso te responder depois?’. Ele falou: ‘Se você não quer responder agora é porque já estou recebendo um ‘não’. Aí acabou entre nós. A música Menina [1987] foi feita pra mim, foi emocionante ganhar uma música”, confessou a ex-mulata do Sargentelli.

“O Roberto Carlos não resistiu, ela era uma mulher que chamava a atenção. Novinha, cheirando a tinta, como dizia Sargentelli. Os homens ficavam fascinados, enlouquecidos com ela. Uma querida, sempre amiga das outras mulatas”, disse Adele Fátima, que foi colega de trabalho da ex-mulata da TV.

Fátima vive um momento difícil na vida desde 2015. Ela perdeu a filha, a nadadora Sarah Corrêa, de 22 anos, atropelada no ponto de ônibus por um carro em alta velocidade. “Ela foi embora com 22 anos, mas ela viveu o que muita gente não viveu com 80 anos. Quando aconteceu com a minha filha, eu falei: ‘Deus, que seja feita vossa vontade'”.

Após a perda da filha, Fátima sofreu com depressão e se dedicou a fazer exercícios físicos na academia. “Usei a academia pra me manter saudável e controlar as minhas ânsias”.

Leia mais clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em setembro, 01 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: