Festival de Cannes 2019: Brasil terá Bacurau na competição

“Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, estará na competição de Cannes em 2019. O longa tem Sônia Braga e Karine Teles no elenco.

Em O Globo:

O cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho está de volta ao Festival de Cannes este ano (14 a 25 de maio de 2019), com a ficção científica “Bacurau”, que dirigiu ao lado de Juliano Dornelles . Parte dos títulos em competição pela Palma de Ouro foi anunciada na manhã desta quinta-feira [18.04.2019]. Outros três filmes com DNA brasileiro estarão presentes no festival, incluindo o novo do cearense Karim Aïnouz. (…)

— Neste momento, a cultura está praticamente sendo jogada no lixo, com cortes de verbas e extinção do Ministério da Cultura. Então a notícia de hoje mostra a importância e o vigor do nosso cinema — afirmou a produtora.

“Bacurau” foi rodado no Sertão do Seridó, divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba, há um ano, o que se traduziu em desafios logísticos.

Na última vez em que esteve em Cannes, Kleber e a equipe de “Aquarius” (2016) fizeram um protesto no tapete vermelho contra o processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff. Eles levantaram cartazes em que denunciavam um “golpe” em andamento no Brasil. Foi a última vez que o Brasil entrou na disputa pela Palma de Ouro. A única vez que venceu a cobiçada láurea foi 1962, por “O pagador de promessas” (1962), de Anselmo Duarte.

(…) “A vida invisível de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnouz, foi selecionado para a mostra paralela Un Certain Regard (Um Certo Olhar). O filme acompanha as irmãs inseperáveis Guida e Eurídice, forçadas a seguir caminhos diferentes após o pai expulsar uma delas de casa.

Com Fernanda Montenegro no elenco, “A vida invisível de Eurídice Gusmão” tem produção do carioca Rodrigo Teixeira, que se tornou figura em conhecida em Hollywood por tocar projetos como “Me chame pelo seu nome” (2017), “Frances Ha” (2012) e “A bruxa” (2015), entre outros. Outra produção de sua empresa, a RT Features, está na disputa pela Palma de Ouro. Trata-se de “Port Authority”, de Danielle Lessovitz, que também conta com produção de Martin Scorsese.

Leia mais clicando aqui.

Competição:

– Pain and Glory, Pedro Almodovar
– The Traitor, Marco Bellocchio
– Wild Goose Lake, Yinan Diao
– Parasite, Bong Joon-ho
– Young Ahmed, The Dardenne Brothers
– Oh Mercy!, Arnaud Desplechin
– Atlantique, Mati Diop
– Matthias and Maxime, Xavier Dolan
– Little Joe, Jessica Hausner
– Sorry We Missed You, Ken Loach
– Les Miserables, Ladj Ly
– A Hidden Life, Terrence Malik
– Bacurau, Kleber Mendonca Filho, Juliano Dornelles
– The Whistlers, Corneliu Porumboiu
Frankie, Ira Sachs
– The Dead Don’t Die, Jim Jarmusch
– Portrait of a Lady on Fire, Celine Sciamma
– It Must Be Heaven, Elia Suleiman
– Sybil, Justine Triet

Kleber Mendonça Filho e Sonia Braga

Texto de Kléber Mendonça Filho no Facebook em 18.04.2019:

Obrigado a todos pelas centenas de mensagens já, BACURAU estará em Competição no Festival de Cannes, três anos depois de AQUARIUS, 14 anos depois de VINIL VERDE (na Quinzaine). Eu e Juliano Dornelles estamos em Paris, trabalhando dez horas por dia para terminar o filme. Ha dificuldade de dar entrevistas, mas estamos tentando no meio das demandas. Queremos falar com quem quiser. Essa foto é na Technicolor em Boulogne, dias atras, terceira semana de mixagem, onde nossos dois incríveis mixadores (Ricardo Cutz, brasileiro, e Cyril Holtz, francês) estão fazendo um trabalho e tanto para deixar esse filme soando bem aos ouvidos.

Penso hoje em Emilie, que fez um trabalho incrível no nosso maior filme até agora, Mulher de Cinema, na equipe do filme, nas cidades de Parelhas e Acari, no Rio Grande do Norte, na pequena Barra, que virou nossa ‘Bacurau’, e onde estávamos exatamente um ano atrás, filmando durante dois meses inesquecíveis. Eu, Juliano, meu grande amigo com quem escrevi cada pagina do roteiro e co-dirigi o filme. Penso no co-produtor Saïd Ben Saïd na França, nossa fantástica co-producao brasileiro-francesa, em Eduardo Serrano com quem montamos ‘Bacurau’ por dez meses no Porto Midia no Bairro do Recife, na fotografia de sol e noite de Pedro Sotero (e Ivo Lopes na segunda camera), nosso elenco de mais de 50 atores e pessoas sensacionais, figurantes que nos emocionaram e entenderam o que significa trabalhar seriamente com Cultura, coletivamente. Penso em Sonia Braga e Udo Kier, e na honra de poder fotografa-los num filme nosso. Esse é um trabalho de muitos anos, creio que ‘Bacurau’ é o resultado da nossa relação com os filmes e as pessoas que amamos e que nos formaram, com Pernambuco, com o Brasil e com o mundo. Todos juntos fizemos, acho eu, um retrato artístico do Brasil e do mundo externo. Obrigado Silvia Cruz, nosso terceiro lançamento, alguém cujo trabalho ja faz parte da historia do Cinema Brasileiro com a sua Vitrine Filme. Muito obrigado!

‘Bacurau’ ira representar o Brasil internacionalmente num dos palcos mais prestigiosos do mundo da Cultura. Essa é uma representação que, felizmente, o dinheiro nao compra. A Cultura Brasileira é de extrema importância para o nosso pais, seja como alimento para quem somos, seja como mercado. ‘Bacurau’ e ‘Vida Invisível’; de Karim Ainouz, grande cineasta brasileiro, representam essa nossa cultura ao lado do novo filme do Marco Bellochio, co-produçao brasileira. Ainda teremos as seleções prestigiosas da Quinzaine des Realisateurs e da Semaine de la Critique, fico na torcida para que a Cultura Brasileira também nesses espaços.

Por fim, muita gente boa na competicao esse ano, e também Elia Suleiman. Em 2002, eu vi ‘Intervenção Divina’ na Competição, como critico, e esse filme teve um impacto que persiste em mim. Que honra ver nosso filme passar na mesma seção onde o novo filme dele existe.

PS: A internet esta errada, o titulo internacional de ‘Bacurau’ nao é NIGHTHAWK, isso foi um fan que criou dois anos atras. O titulo internacional de BACURAU é Bacurau, como no ônibus.

A SINOPSE oficial é essa: SINOPSE:
Um western brasileiro. Um filme de aventura e ficção científica. Daqui a alguns anos… BACURAU, um pequeno povoado do sertão brasileiro, dá adeus a Dona Carmelita, mulher forte e querida, falecida aos 94 anos. Dias depois, os moradores de Bacurau percebem que a comunidade nao consta mais nos mapas.

~ por Tommy Beresford em abril, 18 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: