Domingos de Oliveira (1936-2019)

Domingos de Oliveira

Domingos de Oliveira

De acordo com o portal G1, o ator e diretor Domingos de Oliveira morreu em 23.03.2019 no Rio de Janeiro, aos 83 anos:

Ele estava em casa, no Leblon, quando se sentiu mal e não resistiu.

Domingos nasceu no Rio de Janeiro em 28 de setembro de 1936. Entrou para a Globo em 1963, para fazer a programação da emissora que estrearia dois anos depois. Integrou a equipe de autores de séries de sucesso nos anos 1970.

Nome seminal da história do cinema, teatro e televisão brasileira, Domingos de Oliveira até pensou em enveredar pela Engenharia Elétrica, na qual se formou. No entanto, logo após fazer um curso com um diretor da renomada escola americana de teatro Actor’s Studio, sua vida seguiu o caminho da arte – um caminho que já havia começado a ser trilhado na escola quando, aos 12 anos, interpretou um cardeal português na peça “A ceia dos cardeais”, de Júlio Dantas.

Leia mais clicando aqui. É pai da atriz e escritora Maria Mariana, a caçula da família. Foi casado também com Nazaré Ohana, mãe da atriz Claudia Ohana.

No UOL:

Ator e diretor, ele foi contratado pela TV Globo em 1963, para fazer a programação da emissora que estrearia dois anos depois. Integrou a equipe de autores de séries de sucesso nos anos 1970, mas seu nome ficou bastante conhecido no teatro.

Domingos de Oliveira

Domingos de Oliveira

Domingos foi autor de “Somos todos Jardim de Infância”, de 1963. A peça foi um sucesso de crítica e lançou a atriz Leila Diniz, com quem era casado na época. “Dinheiro Prá que Dinheiro” (1976),”Ensina-me a Viver” (1981), “Escola de Mulheres”(1984), “Confissões de Adolescente” (1992) e “Separações”(2000) são algumas das peças escritas pelo diretor.

Duas Vezes Sampaio, Teatro Gláucio Gill, 2017

Duas Vezes Sampaio, Teatro Gláucio Gill, 2017

Na televisão, Domingos é roteirista de sucessos como “Ciranda, Cirandinha” (1978).

Leia mais clicando aqui.

Em O Globo:

Autor, diretor, dramaturgo e ator com vasta produção no cinema — são de sua autoria filmes como “Todas as mulheres do mundo” (1966), “Separações” (2002) e “Barata Ribeiro, 716” (2016) —, o artista teve uma baixa de pressão em casa, seguida por intensa falta de ar. De acordo com familiares, uma ambulância foi acionada, mas não houve tempo suficiente para que o problema fosse contornado pelos médicos. O velório acontece, ainda neste sábado, no Planetário da Gávea, na Zona Sul do Rio. Amigos preparam uma homenagem musical para a ocasião, com a reprodução de canções marcantes de peças e filmes com a assinatura de Domingos.

Domingos de Oliveira, 1968

Domingos de Oliveira, 1968

(…) Quando completou 80 anos, em 2016, Domingos fez uma festa de três dias, com playlists com a trilha sonora de sua vida. O primeiro dia englobou os anos de 1936 a 1966; o segundo, de 1967 a 1996; e o terceiro, as últimas duas décadas. Com duas a três músicas representativas de cada ano, a playlist chegava a quase 12 horas. Na pista, eram acompanhadas quase sempre de vídeos, entre filmes de sua autoria, imagens de arquivo, clipes antigos ou cenas históricas do Brasil.

— A pior parte da vida são o princípio e o fim. A mocidade e a velhice — disse ele, à época. — Na mocidade você dispende muita energia para encontrar o seu lugar no mundo e não tem tempo de aproveitar a vida. Na velhice, o corpo vai embora, e tampouco dá para aproveitar direito. O melhor é o meio. Você já entendeu mais ou menos as coisas, não faz xixi na cama, não tem tantas culpas, e a vida fica uma delícia.

Leia mais clicando aqui.

Domingos de Oliveira, Passeata dos 100 Mil, 1968

Domingos de Oliveira, Passeata dos 100 Mil, 1968

TODAS AS MULHERES DO MUNDO
http://webportal.nowonline.com.br/filme/todas-as-mulheres-do-mundo/143637

EDU CORAÇÃO DE OURO
http://webportal.nowonline.com.br/filme/edu-coracao-de-ouro/143642

AMORES
http://webportal.nowonline.com.br/filme/amores/143641

Elenco de Todas as Mulheres do Mundo. De pé: Joana Fomm, Hildegard Angel, Mario Carneiro, Irma Alvarez, Flavio Migliaccio, Nazareth, Ivan de Albuquerque, Isabel Ribeiro, Ionita. Sentados: Marieta Severo, Paulo José, Domingos de Oliveira, Ana Cristina, Norma Marinho, Vera Viana, Leila Diniz e Maria Gladys.

Elenco de Todas as Mulheres do Mundo. De pé: Joana Fomm, Hildegard Angel, Mario Carneiro, Irma Alvarez, Flavio Migliaccio, Nazareth, Ivan de Albuquerque, Isabel Ribeiro, Ionita. Sentados: Marieta Severo, Paulo José, Domingos de Oliveira, Ana Cristina, Norma Marinho, Vera Viana, Leila Diniz e Maria Gladys.

~ por Tommy Beresford em março, 23 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: