Amos Oz (1939-2018)

Amos Oz

Amos Oz

No Festival de Cannes 2015, um filme contando a história dos judeus da Europa central apresentava um comovente trabalho de Natalie Portman sobre dla terra prometida. Os primeiros anos do Estado de Israel foram evocados no primeiro filme dirigido por Portman, “De Amor e Trevas” (“A Tale Of Love and Darkness”), a partir da autobiografia do israelense Amos Oz, que faleceu em 28.12.2018:

Amos Oz, escritor, ativista e pacifista israelense e um dos responsáveis pelo movimento Paz Agora, em que advogava pela solução de dois estados Israelense-Palestino, morreu aos 79 anos. A informação foi confirmada por sua filha Fania Oz-Salzberger no Twitter e pelo jornal israelense Haaretz. O escritor sofria de câncer.

Ela escreveu em hebraico: “Meu amado pai acabou de morrer de câncer após um rápido declínio. Ele estava dormindo tranquilo e cercado por pessoas que amava. Por favor, respeitem a nossa privacidade. Eu não posso atender ligações. Obrigado por aqueles que o amavam”.

Leia mais clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em dezembro, 28 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: