Stephen Hawking (1942-2016)

Stephen Hawking

Stephen Hawking

Ele morreu em 14 de março de 2018, ou seja, 3.14, um Pi Day e dia do nascimento de Albert Einstein… O grande físico e pesquisador Stephen William Hawking morreu em 14.03.2018, aos 76 anos. No portal G1:

Hawking nasceu em 8 de janeiro de 1942 [data do aniversário de 300 anos da morte de Galileu Galilei] em Oxford, na Inglaterra, 300 anos após a morte de Galileu. Quando fez 8 anos de idade, se mudou para St. Albans, cidade localizada a cerca de 30 km de Londres, na Inglaterra.

Um dos mais conhecidos cientistas do mundo, estudou na University College, de Oxford, que também foi a faculdade de seu pai. Stephen queria estudar matemática, enquanto sua família o queria estudante de medicina. Como matemática não estava disponível na grade da universidade, ele escolheu física e se formou em 1962.

Três anos depois, o físico recebeu sua primeira premiação na classe licenciatura em Ciências Naturais – ao longo de sua carreira, recebeu 15 medalhas e prêmios. Ele saiu de Oxford e foi para Cambridge fazer uma pesquisa na área de cosmologia, já que não havia essa área na universidade em que estudava.

Leia mais clicando aqui. Aos 21 anos, Hawking foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

No cinema, Eddie Redmayne foi vencedor do Oscar de Melhor Ator como Stephen Hawking por “A Teoria de Tudo”. O ator levou também o Screen Actors Guild (Melhor Ator), o Globo de Ouro (Melhor Ator – Drama) e o BAFTA (Melhor Ator).

No jornal O Dia:

Stephen Hawking era o cientista mais popular desde Albert Einstein e um gênio que desvendou segredos do universo enquanto lutava contra uma terrível doença.

Felicity Jones e Eddie Redmayne e o cientista na estreia do filme (2014)

Felicity Jones e Eddie Redmayne e o cientista na estreia do filme (2014)

Ele tinha o status de um astro do rock e sua vida foi retratada no filme “A Teoria de Tudo” (2014), que deu o Oscar de Melhor Ator ao inglês Eddie Redmayne.

Leia mais clicando aqui.

No The Guardian:

His courage and persistence with his brilliance and humour inspired people across the world.

“He once said: ‘It would not be much of a universe if it wasn’t home to the people you love.’ We will miss him for ever.”

For fellow scientists and loved ones, it was Hawking’s intuition and wicked sense of humour that marked him out as much as the fierce intellect which, coupled with his illness, came to symbolise the unbounded possibilities of the human mind.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Outro trecho:

But it was A Brief History of Time that rocketed Hawking to stardom. Published for the first time in 1988, the title made the Guinness Book of Records after it stayed on the Sunday Times bestsellers list for an unprecedented 237 weeks. It sold 10m copies and was translated into 40 different languages. Nevertheless, wags called it the greatest unread book in history.

Hawking married his college sweetheart, Jane Wilde, in 1965, two years after his diagnosis. She first set eyes on him in 1962, lolloping down the street in St Albans, his face down, covered by an unruly mass of brown hair. A friend warned her she was marrying into “a mad, mad family”. With all the innocence of her 21 years, she trusted that Stephen would cherish her, she wrote in her 2013 book, Travelling to Infinity: My Life With Stephen.

Página oficial:
http://www.hawking.org.uk

No Twitter:

~ por Tommy Beresford em março, 14 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: