Leonardo Páscoa: Falecimento

O cantor do coro do Theatro Municipal Leonardo Páscoa faleceu precocemente em 07 de maio de 2017, conforme noticiado nas redes sociais. Além de concertos e óperas, Leonardo ocasionalmente emprestava sua voz a personagens de desenhos animados e filmes, entre os quais o filme brasileiro “Villa-Lobos”. O sepultamento aconteceu em 08.05.2017:

cinemagia.wordpress.com

Leonardo Páscoa

Leonardo Páscoa

No site Concertato:

Leonardo Páscoa foi iniciado na música por seus pais. Aos 6 anos começa estudar piano com sua mãe e, aos 17, canto com seu pai, o baixo Manuel Páscoa. Cursou o bacheralado em canto pela EM-UFRJ. Há 20 anos integra o Quadro Artístico do Theatro Municipal do RJ, onde foi orientado pelo barítono José Roque.

Cantou nas mais importantes Casas de Ópera do País, regido pelos Maestros Abel Rocha, Claudio Cohen, Eugene Kohn, Henrique Morelenbaum, Isaac Karabtchevsky, Luis Gustavo Petri, Roberto Duarte, Silvio Barbato, Silvio Viegas e dirigido por Alberto Renault, Bibi Ferreira, Diva Pieranti, Francisco Mayrink, P. Francesco Maestrini e Sonja Frisel, entre outros.

Estreou em 1999, em turnê nacional, dirigido por Fernando Bicudo, com Lo Schiavo, interpretando Iberê e Gianfèra. É intérprete de belas obras do repertório lírico e sinfônico, entre as quais as óperas Aida, La Traviata, Rigoletto, Un Ballo in Maschera , Turandot , Lo Schiavo e Il Guarany , as operetas Die Fledermauss, A Viúva Alegre e Candide ; o Requiem de Fauré, Christmas Oratory de Saint-Säens e Carmina Burana de Orff.

Destaca entre seus trabalhos a 9ª Sinfonia de Beethoven nas comemorações de 30 anos do “Projeto Aquarius”, para um público de 30.000 pessoas, e a ópera Carmen de Bizet, montada ao ar livre para 42.000 espectadores. Em 2011 protagonizou I Pagliacci de Leoncavallo, no I Festival de Ópera de Brasília, Il Guarany de Carlos Gomes, no Theatro São Pedro/SP, e a comentada ópera L’Amour des Trois Oranges de Prokofiev, no Theatro Municipal do Rio.

Em 2012 cantou La Bohème, Cavalleria Rusticana, Carmen, La fille du Régiment e L’Oro non compra Amore. Em 2013 cantou Renato de Un Ballo in Maschera no XVII Festival Amazonas de Ópera em Manaus e na Temporada Lírica do Palácio das Artes em Belo Horizonte, onde neste mesmo ano assinou o Personagem Theseus da ópera Pheadra and Hipollitus do compositor americano Christopher Park em estréia mundial. No Theatro Municipal do Rio de Janeiro, canta Carmina Burana e a ópera Un Turco in Italia, na pele de Don Geronio. Na Sala São Paulo foi o Narrador e interpretou Maxmillian da ópera Candide de Bernstein com a OSUSP.

cinemagia.wordpress.com

Em 2014 cantou Carmen na Ópera do Rio, fez sua estréia como Scarpia em Tosca de Puccinni no IV Festival de Ópera de Brasília e foi convidado para interpretar o personagem Hidraot da ópera Renaud de Sacchini, com a OSB na Sala Cecília Meireles.

~ por Tommy Beresford em maio, 08 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: