Orival Pessini (1944-2016)

Orival Pessini

Orival Pessini

De acordo com o portal G1, faleceu na madrugada de 14.10.2016 em São Paulo Orival Pessini, criador de personagens marcantes como o inesquecível Fofão, Sócrates e Patropi:

O ator e humorista de 72 anos tinha câncer no baço e estava internado no Hospital São Luiz do Morumbi, na Zona Sul da capital.

Álvaro Gomes, empresário do ator, afirmou por meio do Facebook que Pessini faleceu às 4h.

“Uma pessoa que trouxe alegria a varias gerações com seu humor adulto ou para as crianças com o Fofão”, disse.

Nascido em Marília (SP) em 1944, Pessini iniciou a carreira no teatro amador e atuando em comerciais. Estreou na TV em 1963, no infantil “Quem conta um conto”, da TV Tupi.O sucesso viria anos depois, com os personagens Sócrates e Charles, do “Planeta dos Homens” (Globo).

O Fofão foi criado em 1983, para o programa “Balão Mágico” (Globo). O alienígena atrapalhado de enormes bochechas, nascido no planeta fictício “Fofolândia”, tornou-se um dos mais populares personagens infantis dos anos 1980.

Leia mais clicando aqui.

Nos cinemas, Orival participou do recente filme baseado na novela Carrossel, além de “Fofão em A Nave Sem Rumo”, de Adriano Stuart (1989) e “O Guarani“, de Fauzi Mansur (1979).

Orival Pessini no filme Carrossel

Orival Pessini no filme Carrossel

__fofao

Relembrando alguns de seus incontáveis personagens (fonte: Wikipedia):

Fofão
– começou no programa infantil Balão Mágico, que teve exibição pela Globo no início dos anos 80. Depois, esse personagem foi transferido para a Bandeirantes em que ganhou um programa próprio: a TV Fofão; Destaque para o seu bordões: “Bilu-Bidu Alua-Iê pra todo mundo.”, “Tavares, Tavares.”, “Alô amiguinhos da TV Fofão.”

Patropi
– típico hippie, convidado de Praça Brasil e A Praça é Nossa, aluno da Escolinha do Professor Raimundo, da Escolinha do Barulho e da Escolinha do Gugu. Dizia-se um aluno de comunicação na PUC, mas que só dizia frases e palavras para a abertura de canal, assim como todo jogador ou técnico de futebol sempre faz. Havia iniciado o curso universitário e ainda não havia terminado, demorando em vários semestres o término. Alguns de seus bordões são: “Sei lá, entende?!”, “Padaqui, padali. Padicá, palilá”, “Oh lôco bixo!” e “Sem crise, meu.”

Patropi e Fofão, por Orival Pessini

Patropi e Fofão, por Orival Pessini

Juvenal
– personagem fanha que se dizia muito veloz, mas dava a entender que vacilava e sempre era apanhado nas situações mais constrangedoras e embaraçosas. Era também um grande azarado.. Seu bordão mais conhecido era “Ele veio numa ve-lo-ci-dade…”

Ranulpho Pereira
– personagem do programa Uma Escolinha Muito Louca. Aposentado revoltado que reclama de tudo quando se lembra da sua aposentadoria. Destaque para o seu bordão: “Se a gente não reclamar, vai ficar do jeitinho que está!”

Sócrates
– sempre falava de coisas filosóficas mas de um modo bem ridículo para, obviamente, serem engraçadas. Destaque para seu bordão: “Não precisa explicar; eu só queria entender!”. Fez parte do programa humorístico Planeta dos Homens, exibido pela Globo nos anos 70.

~ por Tommy Beresford em outubro, 14 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: