Ghostbusters 2016: Preconceito na rede (e esse século que não chega…)

_ghostb

A parte triste do texto da matéria do Globo sobre a nova versão de “Ghostbusters” é a que se refere ao preconceito do público:

O que ninguém esperava era a reação raivosa de parte dos fãs. O primeiro trailer do novo “Caça-Fantasmas”, cujo título em português não conta com o artigo feminino plural, quebrou o triste recorde de ser o mais rejeitado da história do YouTube, com mais de 900 mil polegares para baixo até o fechamento desta edição e comentários indignados em torno da troca de gênero dos protagonistas. Jones, que é negra, recebeu uma imagem de um nazista atirando na cabeça de uma mulher de origem africana.

Leia a matéria completa clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em julho, 12 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: