#NāoÀCulturaDoEstupro para Allan Goldman: Chiaroscuro dando exemplo

De acordo com o Globo Online, o estúdio que representa o brasileiro Allan Goldman no mercado editorial americano anunciou que rompeu o contrato com o desenhista. Em um comunicado, a empresa afirmou que decidiu “encerrar o relacionamento com artistas não alinhados com valores que, para nós, são absolutamente inegociáveis”:

Em 27.05.2016, o autor, que costuma colaborar com a DC Comics, havia feito comentários polêmicos sobre o caso de estupro coletivo no Rio. Goldman trabalhou em histórias do Superman e dos Jovens Titãs para a empresa americana.

“O que acontece se os 30 estupradores da menina alegaram que são mulheres? Segundo a ideologia de gênero dos esquerdistas, uma pessoa é o que sente, e sua biologia não importa”, escreveu. “Como a Justiça irá julgar o caso de uma mulher que foi violentada por 30 outras mulheres?”

Em sua foto de perfil na rede social, Goldman expressa apoio a Jair Bolsonaro. O deputado federal do PSC do Rio costuma fazer discursos semelhantes.

A matéria pode ser encontrada clicando aqui.

Link da postagem da Chiaroscuro no Facebook (abaixo):
https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=730652777075142&id=263161243824300

Screenshot_2016-05-29-15-21-29-1

~ por Tommy Beresford em maio, 29 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: