Eduardo Coutinho (1933-2014)

Ao mesmo tempo em que chegava a notícia da morte do grande ator Philip Seymour Hoffman, era divulgada a notícia da trágica morte do cineasta brasileiro Eduardo Coutinho:

Principal nome do documentário nacional, Eduardo Coutinho foi assassinado a facadas aos 80 anos neste domingo, 2 de fevereiro, no Rio de Janeiro. Segundo o portal R7, o cineasta teria sido morto pelo próprio filho, Daniel Coutinho, que sofreria de esquizofrenia.

Eduardo Coutinho

Eduardo Coutinho

Relatos apontam que o filho teria matado o pai e esfaqueado a mãe antes de tentar tirar a própria vida. A mulher do cineasta foi internada em estado grave no Hospital Miguel Couto, para onde também foi levado Daniel, que já teria sido ouvido pelo delegado responsável pelo caso.

Diretor de clássicos como Cabra Marcado Para Morrer e Edifício Master, Coutinho tinha sérios problemas de saúde nos últimos tempos por causa do cigarro, um vício que não conseguia abandonar. Ele, no entanto, pretendia continuar dirigindo mesmo assim.

Leia mais clicando aqui.

No Globo Online:

O delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios, confirmou que um dos filhos de Eduardo, Daniel Coutinho, de 41 anos, é o principal suspeito de cometer o crime. Daniel teria esquizofrenia. Às 19h, o delegado dará uma entrevista coletiva com mais detalhes sobre o caso.

Quando os bombeiros chegaram, por volta das 9h, o cineasta já estava morto. Daniel foi encontrado ferido com duas facadas no abdômen. A mulher do cineasta e mãe de Daniel, Maria das Dores de Oliveira Coutinho, também estava ferida – ela levou duas facadas no tórax e três no abdômen, sendo que uma delas provou lesões no figado.

Segundo informações da Secretaria municipal de Saúde (SMS), mãe e filho foram operados no Hospital Miguel Couto (Gávea), onde permanecem internados. O quadro clínico de Daniel é considerado estável, mas Maria das Dores está em estado grave.

Uma ex-vizinha de Eduardo Coutinho, que pediu para não ser identificada, descreveu Daniel Coutinho como uma pessoa muito fechada:

— A gente suspeitava que ele tivesse algum problema mental. Ele entrava e saia sem cumprimentar ninguém. E volta e meia soltava gritos no apartamento.

Coutinho era considerado um dos maiores documentaristas do Brasil. Entre seus filmes de maior sucesso estão “Cabra Marcado para Morrer”, “Edifício Master”, “Jogo de Cena” e “Babilônia 2000”. Em 2007, o cineasta foi premiado com o Kikito de Cristal, no Festival de Gramado, pelo conjunto de sua obra.

Seu amor pelo cinema começou nos anos 1950, quando se especializou em roteiro. Em 1975 foi trabalhar na TV Globo, em uma equipe que marcou o programa Globo Repórter.

Em junho passado, foi convidado, junto com José Padilha, a integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela premiação do Oscar.

Leia mais clicando aqui.

Cabra Marcado Para Morrer:

Ficha do diretor no IMDB:
http://www.imdb.com/name/nm0184202/

Update 03.02.2014 09h30 – No site do jornal O Dia:

O cineasta Eduardo Coutinho, de 81 anos, foi assassinado a facadas na manhã deste domingo em sua casa na Lagoa, Zona Sul do Rio. Segundo o delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios (DH), um dos filhos do documentarista, o jornalista Daniel de Oliveira Coutinho, de 41 anos, teria sido o responsável pelo crime. Daniel também teria tentado matar a mãe e se matar.

Leia mais clicando aqui.

OD0302A

~ por Tommy Beresford em fevereiro, 02 2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: