Cleyde Yáconis (1923-2013)

Cleyde Yáconis

Cleyde Yáconis

Cleyde Yáconis nasceu Cleyde Becker Iaconis em Pirassununga em 14 de novembro de 1923 e, em São Paulo, no dia 15 de abril de 2013, faleceu aos 89 anos como uma das maiores atrizes brasileiras de todos os tempos. Iniciou sua carreira no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) ao lado da irmã, a atriz Cacilda Becker, outro monstro sagrado da interpretação, e participou de diversas peças de teatro e novelas. Nos cinemas, participou de filmes como Bodas de Papel (2008), o curta metragem Célia & Rosita (2000), Jogo Duro (1985), Dora Doralina (1982), Parada 88 – O Limite de Alerta (1977), A Madona de Cedro (1968), entre outros. No site da Funarte:

As dificuldades da sua infância pobre aumentam aos 4 anos de idade quando o pai abandona a família. Incentivada pela mãe professora, faz o curso normal e, simultaneamente, o de enfermagem, com a ideia de se formar em medicina. Em 1950, levada pela irmã Cacilda Becker, trabalha no guarda-roupa do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC). Mesmo sem intenção de se tornar atriz, substitui Nydia Licia no papel de Rosa Gonzalez, em O Anjo de Pedra, de Tennessee Williams. Por sua atuação, Ziembinski a convida para o papel de Annette, em Pega-fogo, de Jules Renard. Com isso, desiste de prestar exame para a Faculdade de Medicina.

No ano seguinte, 1951, torna-se a atriz-revelação do teatro paulista, premiada pela Associação Paulista de Críticos Teatrais (APCT), por sua atuação em Ralé, de Maximo Gorki. De 1950 a 1964 participa de 35 montagens no TBC, entre as quais, Santa Marta Fabril S.A., de Abílio Pereira de Almeida (1955); Adorável Júlia, de Marc-Gilbert Sauvajon (1957); e A Morte do Caixeiro-viajante, de Arthur Miller (1962). Mas é em 1953 que ganha seu primeiro grande papel no TBC, a Senhora Flora, protagonista de Assim É Se lhe Parece, de Luigi Pirandello, quando abiscoita o Prêmio Governador do Estado como melhor atriz do ano. Em Maria Stuart, de Schiller(1955), também é premiada como melhor atriz: Prêmio Saci.

Três anos depois, ao lado de Cacilda Becker, Ziembinski, Walmor Chagas e Fredi Kleeman, funda o Teatro Cacilda Becker.

Leia mais clicando aqui.

Update 17.04.2013 – Duas boas matérias sobre a atriz:

O timing irrepreensível de Cleyde Yáconis
Stênio Garcia sobre ex-mulher, Cleyde Yáconis: “Foi meu primeiro grande amor”

~ por Tommy Beresford em abril, 16 2013.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: