Fernando Guillén (1932-2013)

De acordo com o Globo Online, o ator espanhol Fernando Guillén faleceu aos 80 anos:

Para além do prestígio alcançado por sua habilidade de explorar as fronteiras do realismo, fosse no palco, fosse diante das câmeras, o ator espanhol Fernando Guillén era respeitado em seu país por sua militância em anos de ditadura. Mesmo sob a pressão do franquismo, ele lutou para que seu país tivesse um teatro livre, capaz de abordar as contradições nacionais e europeias ao largo da censura. Guillén morreu nesta quinta-feira, aos 80 anos, em decorrência de falência múltipla dos órgãos.

Fernando Guillén

Fernando Guillén

Pisou diante de uma plateia como profissional pela primeira vez em 1952. À época, integrava a trupe de Fernando Fernan Gomez e Conchita Montes. bastou um ano para que tivesse espaço no cinema, estreando com “Um dia perdido”, de José María Forqué.

Na telona, onde travou amizade (e parceria sazonal) com Pedro Almodóvar, ele ganhou nove prêmios de interpretação, alcançando especial destaque por “Don Juan en los infiernos”, de Gonzalo Suárez, em 1991. Em 2005, colecionou elogios por seu desempenho em “Otros días vendrán”, de Eduard Cortés, no qual contracenou com Cecilia Roth, estrela do oscarizado “Tudo sobre minha mãe” (1999), no qual também atuou. No universo almodovariano, ele participou ainda de “A lei do desejo” (1987) e de “Mulheres à beira de um ataque de nervos” (1988).

Leia mais clicando aqui.

~ por Tommy Beresford em janeiro, 17 2013.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: