O Lutador (de) Mickey Rourke

Mickey Rourke na cerimônia do Globo de Ouro 2009

Mickey Rourke na cerimônia do Globo de Ouro 2009

De João Pereira Coutinho na Folha Online:

Nunca fui cliente de Mickey Rourke. Olho para a filmografia e não encontro um único filme — um único — que mereça respeito e aplauso. Almas caridosas falam de “Barfly/ Condenados pelo vício”, com Faye Dunaway em fase descendente. Não vi. Ou, melhor, vi. Mas preferi esquecer entretanto: Charles Bukowski não é tema de conversa entre pessoas civilizadas. E a figura de Rourke, na sua rebeldia ensebada e juvenil, sempre me provocou certa urticária instintiva.

Talvez por isso a entrevista do próprio à edição britânica da revista “GQ” seja uma surpresa. Rourke, pelos vistos, ressuscitou recentemente com filme de Darren Aronofsky, onde é lutador de “wrestling” em decadência física e existencial. Uma espécie de metáfora autobiográfica sobre o próprio Rourke, que depois de sucesso moderado caiu na solidão, na vagabundagem, no boxe sadomasoquista e até na deformação física.

Agora, com “The Wrestler”, venceu o Globo de Ouro e prepara-se para atacar o Oscar. Mas a minha admiração não está no filme, que ainda não vi. Está na sensatez de Rourke, que ao longo da entrevista foi disparando confissões brutais e honestas, sem sombra de pose ou vulgaridade.

Conta ele que, desempregado e só, entrava nas lojas e havia sempre alguém que perguntava: “O senhor não costumava ser o Mickey Rourke?” O tempo verbal dessa frase dói mais do que todos os murros levados por Mickey no ringue, conta ele.

E conta mais: quando questionado sobre política, o homem é modesto nas suas avaliações, ao contrário dos seus colegas de profissão. Palavras do próprio Rourke: “Eu acho que os atores devem calar a boca sobre política porque eles tendem a ser moralistas ignorantes, sempre prontos a adotar a moda liberal do momento”.

Mickey Rourke é a prova viva de que levar tareias regulares melhora a performance intelectual. Pais do mundo inteiro, anotem.

O artigo foi encontrado neste link.

~ por Tommy Beresford em janeiro, 26 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: