Festival de Brasília 2008: Mais Selecionados

Complementando o post “Festival de Brasília 2008: Longas Selecionados“, baseado em matéria da Folha Online, este post traz as demais listas de selecionados, baseado em matéria do Terra:

Curtas 35mm

A arquitetura do corpo, de Marcos Pimentel (MG)
A Minha Maneira de Estar Sozinho, de Gustavo Galvão (DF)
A Mulher Biônica, de Armando Praça (CE)
Ana Beatriz, de Clarissa Cardoso (DF)
Brasília (Título Provisório), de J. Procópio (DF)
Cães, de Adler Paz e Moacyr Gramacho (BA)
Cidade Vazia, de Cássio Pereira dos Santos (DF)
Minami em Close-up, de Thiago Mendonça (SP)
Na Madrugada, de Duda Gorter (RJ)
Nº 27, de Marcelo Lordello (PE)
Que Cavação É Essa?, de Estevão Garcia e Luís Rocha Melo (RJ)
Superbarroco, de Renata Pinheiro (PE)

Filmes em 16mm

2+2=5, de Gui Campos (DF)
32 Mastigadas: 16N e 165, de Maria Vitória Canesin (DF)
A Menina Espantalho, de Cássio Pereira dos Santos (DF)
Alice, de Edqard Boggiss e Miguel Przewodowski (RJ)
Canosa One, de Fellipe Gamarano Barbosa (RJ)
Cidade do Tesouro, de Célio Franceschet (SP)
Cotidiano, de Renato Jevoux (RJ)
Depois das Nove, de Allan Ribeiro (RJ)
Depois de Tudo, de Rafael Saar (RJ)
Disfarça e Chora, de Robson Graia (DF)
Homicida É, de Gustavo Serrate (DF)
Incarcânu A Tiortina, de Tau Tourinho e Gabriel Lopes Pontes (BA)
Landau 66, de Fernando Sanches (SP)
Mãe, de Luiz Antônio Pereira (RJ)
Marcelo Bousada, quem?, de Denilson Félix (DF)
Maridos, Amantes e Pisantes, de Angelo Defanti (RJ)
Medo do Escuro, de Cauê Brandão (DF)
Memórias Finais da República de Fardas, de Gabriel F. Marinho(DF)
Minha Tia, Meu Primo, de Douglas Soares (RJ)
Na Trilha das Guerreiras, de William Alves (DF)
Nada Consta 2: Malditos Robôs, de Santiago Dellape e Davi Matos, 15min (DF)
Nello¿s, de André Ristum (SP)
Nem marcha Nem chouta, de Helvécio Marins Jr. (MG)
O Beijo da Meia Noite, de Jefferson Matoso (DF)
O Caipira e o Chupa-Cabras, de Joelson Miranda Santos (GO)
O Que Há de Ficar, de Felipe Continentino (RJ)
O Rapto da Lua, de Fábio Escovedo e Vinicius Pereira (RJ)
O Velho Guerreiro Não Morrerá – O Cangaceiro de Lima Barreto 50 Anos Depois, de Paulo Duarte (SP)
Ouroboro, de Maurício Antonângelo (SC)
Poesia do Barro, de Adriana Gomes (DF)
Raul de Xangô, de Érico Cazarré, Henrique Siqueira, Marieta Cazarré (DF)
Tira-gosto de Poeta, de Danielle Araújo (DF)
V.I.D.A., de Geison Ferreira e Vinícius Zinn (SP)
Varenick com Vatapá, de Marcelo Szykman (SP)

A matéria do Terra pode ser encontrada aqui.

Leia também: “Festival de Brasília 2008: Longas Selecionados

~ por Tommy Beresford em outubro, 15 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: