Festival de Veneza 2008: Participantes

Da France Presse, em Roma, via Folha Online:

A 65ª Mostra de Cinema de Veneza, que este ano acontece de 27 de agosto a 6 setembro de 2008, apresentará os novos filmes dos irmãos Coen, de Takeshi Kitano e de Hayao Miyasaki, e será dedicado ao cineasta egípcio Yussef Chahine que faleceu no domingo passado, anunciaram nesta terça-feira (29) os organizadores do evento.

O Brasil não tem representante concorrendo ao principal prêmio, mas fará presença através de várias atrações, como “Plastic city” de Yu Lik-wai, co-produção Brasil-China-Japão, “A Erva do Rato”, de Julio Bressane e Rosa Dias, que será apresentado na Seção Horizontes, e “Puisque nous sommes nés”, de Jean-Pierre Duret e Andréa Santana, co-produção com a França e que será exibido na Horizontes Documentários.

O cineasta cult José Mojica Marins, o Zé do Caixão, também vai apresentar seu mais novo longa-metragem, “Encarnação do Demônio”, na mostra fora de competição.

“A 65a. Mostra será dedicada a Yussef Chahine, um cineasta único: ele conseguiu reunir o filósofo Averroès e Fred Astaire. É isso que deveria ser o cinema”, declarou o diretor da Mostra, Marco Müller.

Os japoneses Takeshi Kitano, com “Akires to kame” (“Achilles and the Tortoise”), e Hayao Miyasaki, com “Gake no ue Ponuyo” (“Ponyo by cliff on the sea”), vão disputar o Leão de Ouro junto ao francês Barbet Schroeder (“Inju, la Bête dans l’Ombre”) e o americano Darren Aronofsky (“The Wrestler”).

O festival será inaugurado no dia 27 de agosto com o filme dos irmãos Joel e Ethan Coen, “Burn after reading”, estrelado por George Clooney, John Malkovitch, Brad Pitt e Tilda Swinton. O filme, apresentado fora de competição, terá sua estréia mundial na ocasião.

O júri será presidido pelo cineasta alemão Wim Wenders e, entre os jurados, estão a atriz italiana Valeria Golino, a cineasta argentina Lucrecia Martel e o diretor chinês Johnnie To.

Veja, abaixo, os filmes que participam do festival.

Concorrentes ao Leão de Ouro

“The Wrestler” de Darren Aronofsky – Estados Unidos
“The Burning Plain” de Guillermo Arriaga – Estados Unidos
“Il papa di Giovanna” de Pupi Avati – Itália
“BirdWatchers” de Marco Bechis – Itália
“L’Autre” de Patrick Mario Bernard e Pierre Trividic – França
“Hurt Locker” de Kathryn Bigelow – Estados Unidos
“Il seme della discordia” de Pappi Corsicato – Itália
“Rachel Getting Married” de Jonathan Demme – Estados Unidos
“Teza” de Haile Gerima – Etiópia, Alemanha, França
“Bumaznyj soldat” (“Paper Soldier”) de Aleksey German Jr. – Rússia
“Süt” de Semith Kaplanoglu – Turquia, França, Alemanha
“Akires to kame” (“Achilles and the Tortoise”) de Takeshi Kitano – Japão
“Gake no ue Ponyo” (“Ponyo by cliff on the sea”) de Hayao Miyazaki – Japão
“Vegas: Based on a True Story” de Amir Naderi – Estados Unidos
“The Sky Crawlers” de Oshii Mamoru – Japão
“Un giorno perfetto” de Ferzan Ozpetek – Itália
“Jerichow” de Christian Petzold – Alemanha
“Inju, la Bête dans l’Ombre” de Barbet Schroeder – França
“Nuit de chien” de Werner Schroeter – França, Alemanha, Portugal
“Gabba” (“Inland”) de Tariq Teguia – Argélia, França
“Dangkou” (“Plastic city”) de Yu Lik-wai – Brasil, China, Japão

Seção Horizontes

“Goodbye Solo” de Ramin Bahrani – Estados Unidos
“A Erva do Rato” de Julio Bressane e Rosa Dias – Brasil
“Parc” de Arnaud des Pallières – França
“Melancholia” de Lav Diaz – Filipinas
“Un lac” de Philippe Grandrieux – França
“Dikoe Pole” (“Wild Field”) de Mikhail Kalatozishvili – Rússia
“Il primo giorno d’inverno” de Mirko Locatelli – Itália
“Voy a explotar” de Gerardo Naranjo – México
“Jay” de Francis Xavier Pasion – Filipinas
“Pa-ra-da” de Marco Pontecorvo – Itália, França, Romênia
“Zero Bridge” de Tariq Tapa – Inde, Estados Unidos

Seção Horizontes Documentários

“Puisque nous sommes nés” de Jean-Pierre Duret e Andréa Santana – France, Brasil
“Women” de Huang Wenhai – China, Suíça
“In Paraguay” de Ross McElwee – Estados Unidos
“Z32” de Avi Mograbi – Israel, França
“Below Sea Level” de Gianfranco Rosi – Itália, Estados Unidos
“Los Herederos” de Eugenio Polgovsky – México
“L’Exil et le royaume” de Andreï Schtakleff e Jonathan Le Fourn – França

A matéria foi encontrada neste link.

~ por Tommy Beresford em julho, 30 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: